O que é Marketing Digital e Como Funciona?

Marketing, como o próprio nome sugere, é a comunicação da marca. Portanto, para saber o que é o Marketing Digital e como ele funciona, basta transferir a definição para o campo digital, e dizer que o Marketing Digital engloba técnicas ou estratégias de comunicação de marca que acontecem por meio de canais digitais. Tendo em conta que falamos sempre de um conjunto de técnicas ou estratégias, ao serviço da empresa, para competir em mercados cada vez mais saturados, por novos nichos de consumo.

Marketing em geral

Deixando de lado por um momento se é online ou offline, o Marketing serve para vender: produtos, serviços, causas e pessoas (se somos representantes de alguém ou trabalhamos com imagem pessoal, por exemplo). Isso do ponto de vista da empresa.

Considerando que, do ponto de vista do cliente – sejam eles clientes atuais ou potenciais –, eles compram marcas que satisfazem um benefício funcional, um benefício emocional ou um benefício aspiracional.

Da mesma forma, o Marketing utiliza uma série de disciplinas complementares para apoiar e implementar técnicas cada vez mais refinadas e eficazes na hora de posicionar a imagem da marca na mente do consumidor, bem como estabelecer uma conexão emocional entre as duas.

Estamos falando de técnicas como as derivadas do Neuromarketing , segundo as quais a mente humana tende a pensamentos duplos (preto ou branco, quente ou frio, muito ou pouco, gato ou cachorro, Coca-Cola ou Pepsi, etc.) . Razão pela qual, algumas marcas poderosas e bem posicionadas apontam para outra para atuar como seu oponente na mente do consumidor. Já que, antes de uma provável dupla eleição, os vencedores são conhecidos.

Você pode melhorar as suas vendas com uma agencia de performance, melhorando o seu marketing e as suas estratégias o mundo digital ficará pequeno para você.

O que o Marketing Digital abrange

O marketing levado para o campo digital é mais eficaz em alguns aspectos, então, a seguir, veremos o que é o Marketing Digital e quais são seus benefícios específicos.

O Marketing Digital é a aplicação das estratégias de comunicação da marca nos meios digitais. Entre seus muitos benefícios, vale destacar:

  • Transparência na comunicação com o consumidor – Não é mais uma comunicação de mão única. Ao contrário, para construir o que se chama de ‘Brand equity’, a marca fala com o consumidor, mas também pensa com ele e gera conversas positivas ao seu redor.
  • A precisão do alvo – Diferentemente da mídia tradicional, no campo digital, as mensagens não precisam ser dirigidas a um grande público indiferenciado. Podemos abordar segmentos específicos com mensagens personalizadas com base em seus gostos e necessidades, com maior impacto e eficácia.
  • Obtenção de resultados mensuráveis​​ – Esta é uma parte fundamental do que é Marketing Digital, e funciona graças a ferramentas analíticas e KPIs. Com eles, você pode monitorar as métricas ao longo de todo o processo, bem como realizar otimizações.
  • Imediatismo – As campanhas digitais permitem-nos monitorizar os resultados em tempo real, novamente em benefício da otimização.
  • A oportunidade de alcance global – Neste ponto nos referimos à oportunidade de alcançar pessoas em qualquer lugar do mundo.

Possíveis ambientes de contato e marketing

Os possíveis ambientes de contato e comercialização que o Marketing Digital engloba não são estabelecidos pela transação que ocorre, mas pelos canais que são utilizados e pelo tipo de relacionamento que existe entre as partes.

Dependendo do tipo de relacionamento, podemos distinguir entre os seguintes modelos:

  • B2B: Business to Business
    • Uma empresa negocia com outra empresa
    • Uma empresa que comercializa com uma Instituição
    • Uma ONG que administra doações com empresas
    • Um profissional que oferece seus serviços para uma empresa
  • B2C: Empresa para Consumidor
    • Uma empresa comercializa com o consumidor final
    • Uma Instituição que se dirige a usuários (ou cidadãos)
    • Uma ONG que visa doadores privados
  • B2B2C: Business to Business to Consumer
    • Uma empresa comercializa com outra empresa, de modo que esta, por sua vez, comercializa com o consumidor final -> Existe um intermediário.
    • Um profissional é contratado por uma empresa e presta serviços ao cliente final (de seu cliente)

Plano de Marketing Digital

O Plano de Marketing Digital inclui a estratégia digital a seguir pela empresa, bem como um conjunto de objetivos segundo os quais determinar o seu bom funcionamento ou, em caso negativo, implementar as medidas de otimização necessárias.

Objetivos e estratégias

O Plano de Marketing pode seguir as alternativas e objetivos estratégicos que listamos abaixo:

  • Impacto – Construa e amplie o reconhecimento e a visibilidade da marca. E gere visitas ou conversões.
  • Investigue – Conheça as necessidades, os benefícios buscados, etc. E detectar e avaliar possíveis insatisfações de usuários e clientes (gestão de reputação).
  • Economize – Reduzindo custos de serviços, substituindo ações de marketing e otimizando custos de campanha.
  • Vender – Através de vendas diretas (e-Commerce), vendas por canais (marketplaces). Ou obtenha contactos (inscrições, reservas, etc.).
  • Servir – Melhorar a atenção na pré-venda, venda e pós-venda. Além de estabelecer um relacionamento com o cliente para reter e obter engajamento.

Esses objetivos podem ser alcançados através de 3 estratégias sequenciais :

  1. Recrutamento – Para se dar a conhecer e gerar interesse
  2. A Conversão– Obter resultados de acordo com os objetivos estabelecidos
  3. Fidelização– Repita os resultados em clientes anteriores, e que se tornem prescritores da sua marca.

Áreas, plataformas e suportes

Em seguida, devemos estabelecer uma abordagem estratégica que nos permita colocar o plano dentro das 5 áreas do Marketing Digital:

  1. Motores de busca(SEO; SEM)
  2. E-mail
  3. Prescrição(mídia; sites; diretórios e aplicativos; blogueiros)
  4. Publicidade(exibição; vídeo; remarketing; afiliação)
  5. Redes sociais(publicidade em RRSS, fóruns, outros sites)

Desta forma, utilizaremos motores de busca e e-mail quando necessitarmos de uma segmentação maior, por exemplo, para mercados locais ou profissionais B2B. Em vez disso, recorreremos à publicidade e às redes sociais para estratégias que exijam maior alcance, ao visar mercados amplos ou globais, do tipo B2C ou B2B2C.

E, por fim, colocaremos esse foco estratégico nas diferentes plataformas e mídias .

  • Para obter Leads; em sites, landing pages, blogs e web móvel.
  • Já para vendas iremos para lojas virtuais, microsites, códigos e marketplaces.
  • Para obter alcance e referências: anúncios, ações com a imprensa, cobertura e colaborações e links.
  • E para engajamento: conteúdo em sites próprios, dinâmicas de participantes, publicidade social, grupos e fóruns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *