Diferenças entre diabetes 1 e 2 e características

Qual é a diferença entre diabetes tipo 1 e tipo 2?

O diabetes tipo 1 geralmente começa na infância ou na idade adulta jovem, enquanto o diabetes tipo 2 geralmente começa na idade adulta.

Em pacientes com diabetes tipo 1, o sistema imunológico do corpo ataca e destrói as células pancreáticas (células beta) que produzem insulina.

Em pacientes com diabetes tipo 2, o pâncreas não é atacado e geralmente produz insulina. No entanto, o paciente com diabetes tipo 2, por várias razões, não pode usar a insulina disponível de forma eficaz.

Pacientes com diabetes tipo 2 podem ter os mesmos sintomas que pacientes com diabetes tipo 1, mas pacientes com diabetes tipo 1 geralmente apresentam sintomas que ocorrem mais rapidamente. O diabetes tipo 1 não pode ser prevenido, mas o diabetes tipo 2 pode ser prevenido ou retardado com um estilo de vida saudável.

Quais as causas do diabetes tipo 1?

Quando o sistema imunológico do corpo destrói as células beta em parte do pâncreas, o diabetes tipo 1 se desenvolve.

As células beta do pâncreas produzem insulina. Os pesquisadores não sabem ao certo por que o sistema imunológico de uma pessoa ataca suas próprias células produtoras de insulina.

No entanto, pesquisadores e médicos suspeitam que a suscetibilidade genética e os fatores ambientais aumentam o risco de desenvolver diabetes tipo 1.

Os cientistas identificaram genes e regiões gênicas que aumentam o risco de desenvolver diabetes tipo 1, mas não são os únicos fatores que causam a doença.

Os pesquisadores sugerem que os gatilhos ambientais, como uma infecção viral ou talvez fatores dietéticos ou relacionados à gravidez, também podem desempenhar um papel no desenvolvimento do diabetes tipo 1.

Quem contrai diabetes tipo 1?

Embora o diabetes tipo 1 possa se desenvolver em qualquer idade, cerca de dois terços dos novos casos são diagnosticados em indivíduos com menos de 19 anos.

Os pesquisadores observaram dois horários de pico para o desenvolvimento de diabetes tipo 1; o primeiro é na primeira infância e o segundo ocorre na puberdade.

O diabetes tipo 1 afeta igualmente homens e mulheres e é mais comum em caucasianos do que em outros grupos étnicos. Uma história familiar de diabetes tipo 1 também aumenta o risco de desenvolver diabetes tipo 1.

Diagnóstico de Diabetes Tipo 1

Exames de sangue simples podem indicar a presença de níveis anormais de açúcar no sangue. Se uma pessoa apresentar algum sintoma de diabetes, um teste de açúcar no sangue em jejum ou mesmo um teste aleatório de açúcar no sangue é geralmente o primeiro passo para o diagnóstico.

Um teste de hemoglobina A1c pode revelar níveis médios de açúcar no sangue nos últimos 2 a 3 meses. Na maioria dos casos, esses testes são repetidos em pelo menos dois dias separados.

Outros testes usados são o teste de tolerância à glicose ou o teste de anticorpos específicos no sangue.

Riscos de hipertensão

O diabetes tipo 1 danifica as artérias e as torna suscetíveis ao endurecimento (aterosclerose), o que pode causar hipertensão e outros problemas cardíacos e circulatórios.

Infelizmente, níveis elevados de açúcar no sangue não diagnosticados ou prolongados podem resultar em danos aos sistemas de órgãos do corpo ao longo do tempo.

Pacientes com diabetes tipo 1 apresentam alto risco de problemas de visão, doenças cardíacas, derrames, insuficiência renal, doenças gengivais, perda de dentes e danos nos nervos (especialmente nas mãos e pés). Outros órgãos também podem ser danificados.

Monitorando o nível de açúcar no sanue

Para pacientes com diabetes, as complicações que podem danificar os órgãos podem ser evitadas ou reduzidas regulando o nível de açúcar no sangue. Isso é feito picando o dedo e colocando uma gota de sangue em uma tira-teste.

A tira é então colocada em um monitor que lê o nível de glicose. O monitoramento rigoroso dos níveis de glicose permite que o indivíduo regule o açúcar no sangue por meio de qualquer medicamento, se o açúcar estiver alto, ou ingerindo açúcar, se o nível estiver baixo.

Se uma pessoa com diabetes for capaz de manter os níveis de açúcar no sangue dentro ou perto da faixa normal, ela diminuirá a probabilidade de desenvolver complicações e terá mais energia e menos problemas relacionados ao diabetes.

Uma alimentação saudável controla sua diabetes enquanto lhe ajuda a emagrecer, assim como detox caps faz, limpando seu organismo de toxinas e oxidantes desnecessários enquanto diminui seu peso na balança.

E o melhor de tudo isso é que não existem efeitos colaterais, justamente por se tratar de um produto 100% natural. Vale a pena conhecer!

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *