Tudo o que você precisa saber sobre ashwagandha: o suplemento completo

Ashwagandha é uma erva altamente reverenciada na medicina aiurveda indiana. Neste medicamento, a ashwagandha tem sido tradicionalmente usada em vários processos de doenças e especialmente como um tônico com efeitos ansiolíticos.

Também é creditado com a capacidade de aumentar os níveis de energia e melhorar a saúde mitocondrial, para não mencionar os efeitos sobre a cognição e sua ajuda contra doenças neurodegenerativas.

Esses são alguns dos efeitos atribuíveis a essa planta, mas não os únicos, embora seja verdade que muitas das qualidades observadas em vários estudos ainda requerem muito mais pesquisas para poder limitar firmemente sua eficácia clínica em diferentes distúrbios e patologias.

O que é ashwagandha?

Ashwagandha é um adaptogênio, ou seja, um composto que modula nossa resposta a diferentes estressores por meio de sua ação no eixo HHA (Pituitária-Hipotalâmica-Adrenal), parte essencial de nosso sistema endócrino.

Em 1990, um grupo de cientistas deu uma descrição ao termo adaptogen: biorreguladores naturais que aumentam a capacidade de adaptação aos fatores ambientais e que previnem os danos causados ​​por esses fatores. Na verdade, a vantagem dos adaptógenos é que eles minimizam a resposta do corpo ao estresse, reduzem as reações negativas durante a fase de alarme e eliminam, ou pelo menos reduzem, o início da fase de exaustão que faz parte da chamada síndrome de adaptação geral.

Para que serve ashwagandha?

Os adaptógenos em geral têm demonstrado efeitos positivos no nível de fadiga adrenal, dor e inflamação na artrite, conciliação e qualidade do sono, regulação do sistema neuroendócrino, inibição do crescimento tumoral e indução do apoptose celular, ou seja, morte celular e reciclagem.

Ashwagandha e outros adaptógenos como o Panax Ginseng parecem confiáveis ​​em todos os efeitos subsequentes, mas de acordo com um estudo feito por uma visão geral dos efeitos e aplicações de ashwagandha, também são atribuídos os seguintes efeitos e benefícios:

Aumento e melhoria da resistência física

Prevenção de patologias induzidas pelo estresse, como úlceras, hepatotoxicidade, aterosclerose, diabetes, hipertensão, envelhecimento precoce ou artrite.

Regulação multidirecional das glândulas adrenais que secretam cortisol, ou seja, estimulam sua secreção quando um estressor perturba a homeostase (equilíbrio) e a inibe quando ela é alcançada.

Efeito de promoção da cognição, especialmente em crianças com déficit de atenção ou após traumatismo craniano.

Diminuição da atrofia neurítica e sináptica em doenças neurodegenerativas, como Alzheimer, Parkinson, Huntington ou Creutzfeldt-Jakob.

Qualidade mimética GABAérgica, ou seja, é capaz de reproduzir os efeitos do ácido gama aminobutírico (GABA), um neurotransmissor inibitório do sistema nervoso central que regula sua excitação. Ashwagandha é capaz de reproduzir esses efeitos quando administrada em condições como a discinesia tardia, um efeito colateral causado pelo tratamento com neurolépticos ou antipsicóticos que causa movimentos musculares involuntários.

Assim, embora estudos em larga escala sejam necessários para determinar sua eficácia clínica em grupos populacionais heterogêneos, ashwagandha tem enorme potencial como tônico devido às suas múltiplas ações farmacológicas como antiestresse, neuroprotetor, antitumoral, antiartrítico, analgésico e antiinflamatório. Além disso, é útil para diferentes tipos de doenças, como Parkinson, demência e perda de memória.

Como o ashwagandha é usado?

Doses entre 300 e 500 miligramas diários de um extrato de raiz de ashwagandha são recomendadas. Se for usada a própria raiz seca, entre 3 e 6 gramas por dia.

É preferível dividir a dose diária em várias tomadas, uma delas coincidindo uma ou duas horas antes de deitar.

Embora existam estudos usando doses muito mais altas de ashwagandha, não há consenso sobre se essas doses podem fornecer benefícios extras. Por outro lado, o uso contínuo e prolongado é recomendado para obter os maiores benefícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *