empréstimo vale a pena

4 Situações Que o Empréstimo Vale a Pena

Um dos princípios básicos para se manter sempre no azul é evitar, ao máximo, recorrer ao crédito pessoal. Entretanto, quando observados os cuidados necessários, há muitas situações em que o empréstimo vale a pena. Para tanto, é indispensável ponderar o custo do crédito, sobretudo em relação às taxas aplicáveis.

Diferentemente do que muitas pessoas acreditam, portanto, utilizar uma grana extra para determinados fins está longe de ser uma prática condenável. Isso porque ela pode conferir inúmeras vantagens, especialmente se aplicada de maneira inteligente, seja para gerar renda, investir na realização de algum sonho, consolidar dívidas ou aliviar o orçamento.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura!

4 circunstâncias que vale a pena solicitar empréstimo

Confira, a seguir, 4 situações em que pedir dinheiro emprestado pode ser muito positivo:

1. Gerar renda

A primeira situação em que pedir um empréstimo vale a pena é, por óbvio, motivada pela abertura de um negócio. Nesse caso, porque o aporte inicial pode ser uma forma de alavancar a situação financeira, abrindo, inclusive, novas oportunidades para uma vida financeira mais tranquila.

Contudo, esse tipo de decisão demanda uma reflexão importante, afinal, antes de solicitar o crédito, deve-se conhecer muito bem o mercado em que se pretende atuar. Esse é, na verdade, o primeiro passo para determinar se o empréstimo caberá ou não no orçamento mensal. 

Assim, embora seja um recurso útil, recorrer a esse tipo de transação depende da estruturação de um plano de negócios. Além disso, é também importante atentar-se para a linha de crédito adequada para este caso, já que não vale a pena pegar empréstimo para abrir um negócio, caso seja relacionado ao crédito pessoal.

2. Investir na educação

Assim como acontece em outras modalidades de investimento, apostar na educação nem sempre é tão simples quanto parece. Afinal, essa atividade pode acarretar riscos que não podem ser ignorados. Dado que, mesmo após pagar um curso, não há garantias de que você conseguirá um emprego na área.

Além disso, considerando a contenção dos incentivos educacionais, como as bolsas de ensino superior, vale a pena pegar empréstimo para investir em conhecimento. Até porque, deve-se considerar as linhas educacionais disponíveis atualmente. Isso, pois, seu baixo custo pode tornar o empréstimo ainda mais interessante.

3. Pagar dívidas mais caras

Via de regra, recorrer ao crédito pode ser muito positivo para quem precisa eliminar uma dívida cuja taxa de juros ultrapasse aquelas aplicáveis ao empréstimo. Além disso, essa alternativa pode fazer ainda mais sentido, se concentrar todas as dívidas em uma só. Dessa forma, paga-se uma única parcela, gerando alívio para o orçamento familiar.

Nesse caso, o empréstimo vale a pena, pois possibilita a redução de boa parte das dívidas. Afinal, com o dinheiro em mãos, é possível negociar novas taxas junto aos credores, o que, por sua vez, torna a despesa ainda menor. Outro aspecto positivo é a oportunidade de reduzir o valor das despesas — com o prolongamento do prazo para quitar todas as dívidas.

4. Aliviar o orçamento mensal

Por fim, o empréstimo vale a pena se caso você estiver atravessando um momento financeiro de fragilidade, sobretudo provocado por uma situação não prevista, como o desemprego involuntário ou o adoecimento de um ente querido. Afinal, nesse caso, as despesas médicas podem facilmente demandar um aporte importante de recursos.

Sendo assim, caso não haja uma reserva de emergência para lidar com tais situações, pode ser necessário recorrer ao empréstimo como alternativa para não se tornar inadimplente. Lembrando que, ao deixar de honrar os compromissos financeiros, além da acumulação de juros, pode-se gerar a negativação do nome nos órgãos de proteção ao crédito.

Afinal, quando o empréstimo não vale a pena?

De modo geral, solicitar empréstimos para investir em bens supérfluos, como comprar roupas, sapatos, acessórios, móveis ou eletrodomésticos, por exemplo, são situações em que contrair uma dívida elevada pode gerar consequências financeiras graves. Portanto, antes de tomar esse tipo de atitude, é recomendado avaliar bem a necessidade de investir em gastos não essenciais.

Nessa situação, é importante saber que os juros do empréstimo podem ser mais elevados se comparados a compra do item desejado, seja à vista ou a prazo. Ademais, a despesa pode, ao longo do tempo, ir se acumulando e crescendo, especialmente se for contraída sem um planejamento adequado. Por isso mesmo, são muitos os casos em que é melhor fazer economias por um período, a fim de comprar apenas quando tiver o suficiente.

Concluindo, o empréstimo vale a pena, como vimos, em diferentes situações, desde pagar dívidas ou até mesmo utilizar o crédito para obter retornos financeiros. Contudo, para fazer uma escolha adequada, é muito importante saber como escolher com cuidado o empréstimo que se adequa às suas necessidades, já que há diferentes modalidades de crédito na praça.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *