Vai vender consórcio?

Vai vender consórcio? Veja as melhores compras que você pode fazer!

Em um mercado cada vez mais competitivo, simplesmente aceitar a oferta do comprador é uma conquista digna de comemoração.

Porque quando a demanda por casas por um determinado produto é alta, o dinheiro é rei e vender consórcio pode te ajudar a conseguir o dinheiro necessário para fazer a compra de um bem de alto valor.

De fato, vinte e um por cento de todas as vendas de bens de alto valor no ano passado foram compras à vista. Se você conseguir, fazer uma oferta em dinheiro para comprar um bem de alto valor, economiza tempo e dinheiro, e pode até mover sua oferta para o topo da pilha.

Aqui estão as melhores compras que você pode fazer com o dinheiro da sua venda da sua cota de consórcio.

Imóvel

Para os vendedores, uma oferta com o dinheiro de uma cota de consórcio equivale a uma maior probabilidade de sucesso nas vendas.

Sem credor, não há contingência financeira, o que significa que as chances de um comprador desistir do negócio devido a problemas financeiros são significativamente reduzidas.

Essa segurança pode até obrigar os vendedores a aceitar um preço mais baixo de um comprador que está usando o dinheiro de uma cota de consórcio vendida, em comparação com um preço mais alto de um tomador de financiamento, apenas para garantir que o negócio seja executado sem problemas.

Além disso, fechar uma compra de imóveis é muito mais simples quando você não está pedindo empréstimos.

Um motivo: você não precisa esperar por uma avaliação, que pode atrasar seu fechamento em até 10 dias úteis e pode custar até R$ 500, apenas em taxas e encargos.

Também, se o valor avaliado voltar abaixo do preço de venda acordado, isso poderá reabrir as negociações e custar ainda mais tempo. Ter uma oferta em com o dinheiro da venda do seu consórcio agilizará o processo de fechamento.

Menos taxas

Além de fechar sua nova casa mais rapidamente, você também fechará mais com mais dinheiro no bolso, graças às taxas de fechamento reduzidas.

Embora ainda existam alguns custos de fechamento para compradores de dinheiro, mesmo para aqueles que estão vendendo sua cota de consórcio, a maioria dos itens de linha, como taxas de originação de empréstimos, taxas de avaliação e taxas adicionais de documentos de empréstimos, são eliminados com ofertas com dinheiro integral.

Veiculo

A maior vantagem de pagar por um carro com o dinheiro de vender meu consórcio é evitar pagar juros e economizar esse dinheiro.

Por exemplo, se você comprar um carro novo com preço médio por R$ 33.500 e financiar o valor total com juros de 3% em cinco anos, você pagará R$2.617 em juros durante a vida do financiamento. Isso significa que você pagará R$ 36.117 pelo carro, se o financiar.

A segunda grande vantagem de pagar com o dinheiro de uma venda de consórcio dinheiro por um carro não é comprar mais carros do que você realmente pode pagar.

Se você estiver pagando com o dinheiro da venda do seu consórcio, precisará definir um orçamento rigoroso para evitar esgotar completamente suas economias. Se, digamos, você tem R$ 27.000 para comprar um veículo, é provável que continue com isso. Mas se você está financiando, é fácil justificar gastar mais alguns reais por mês, mesmo que isso signifique que você excede seu orçamento geral.

Essas são as dicas da Consórcio na Web das melhores compras que você pode fazer ao vender seu consórcio, já que uma grande quantia em dinheiro, precisa ser investida com sabedoria para trazer bons resultados a longo prazo.

Casa propria

7 Dicas para conquistar a casa própria

Inegavelmente podemos dizer que muito enxergam como sinal de independência e de progresso na, a conquista da casa própria. Essa é uma das principais sonhos de consumo dos brasileiros.

Outro ponto que muitos identificam como barreira para se alcançar a realização deste sonho, são os altos valores praticados no mercado, deixando o sonho da casa própria apenas no campo da imaginação.

É do conhecimento de todos que hoje existem diversos bancos e financeiras trabalhando com programas voltados ao custeio de imóveis. Veja a seguir neste artigo 7 dicas que te ajudarão no processo de obtenção de crédito para concretização do sonho de conquistar a casa própria. 

Levantamento das finanças

Se você deseja ter um financiamento aprovado, uma das primeiras coisas que vai precisar realizar é saber de fato e com muita precisão o total da sua renda familiar. Ter certeza do quanto exatamente é este valor pode ser crucial, pois é a partir dele que será possível estabelecer a faixa de preço da casa ou apartamento que você poderá se dispor a comprar. 

O total dos recursos financeiros da sua família pode ser o somatório dos ganhos de um só membro ou abranger os rendimentos de dois ou mais componentes do grupo familiar. 

Não importa a quantidade de pessoas, o que vale é realizar a comprovação do recebimento dessas quantia, pois ela será utilizada como base de cálculo para a instituição financeira analisar a sua capacidade de honrar com os pagamentos das parcelas na hora de avaliar sua solicitação de financiamento.

Eliminação de excessos 

Outro ponto importante que deve ser levado em consideração quando se planeja solicitar um financiamento imobiliário é a eliminação de excesso de compromissos financeiros. Procure comprometer o mínimo possível da receita mensal, essa ação ajuda no processo de abrir espaço no seu orçamento, podendo ajudar na hora de adquirir as prestações da casa própria.

Para que isso venha a acontecer, é necessário que você procure realizar a quitação de contas em andamento, tais como parcelamentos de dívidas no cartão de crédito e prestações de compras.

O processo de fazer esses pagamento possibilita que você concentre maiores esforços e não contrair mais dívidas mensais.

Uma ótima dica para que você consiga fazer isso é realizar uma programação para as compras que possuem valores maiores, fazendo com que não ocorra um desequilíbrio nas finanças familiares. 

Antes de abrir a carteira, reflita se você realmente precisa. Faça o exercício das três perguntas do consumo consciente: eu posso?, eu quero? e eu preciso ? Se a resposta for não para uma delas não realiza a compra, existem grandes chance de vocês estar fazendo uma compra por impulso.

Faça uma simulação

Uma dica valiosa para quem está pensando em solicitar um financiamento para conseguir a casa própria é fazer uma simulação.

Por meio da simulação de financiamento você pode compreender de forma prática o valor da prestação que cabe de fato no seu orçamento. Por isso a importância de criar um planejamento financeiro familiar e fazer o levantamento das receitas mensais.

Você pode encontrar simulação de crédito no site de diversos bancos, como também no site de algumas construtoras sem compromisso algum. 

Escolha seu perfil de financiamento 

Se você já pesquisou sobre financiamento imobiliário deve ter percebido a gama de linhas de crédito imobiliário disponíveis no Brasil, o que de certa forma pode facilitar no processo de conseguir realizar o sonho da casa própria para muita gente.

design-de-interiores

Dessa forma, você precisa analisar bem antes de escolher, para saber qual delas se encaixa melhor e de forma mais confortável no seu planejamento. 

Um dos mais conhecidos é o programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal. Através dele, pessoas com pouca renda conseguem obter o financiamento imobiliário. Além disso, existe a possibilidade do governo pagar parte do imóvel, o que torna a negociação ainda mais fácil.

Outra possibilidade, seria recorrer ao financiamento direto com as construtoras, que oferecem financiamento com muitas facilitações, principalmente se o imóvel ainda estiver na planta.  Além dessas, você pode analisar linhas de crédito como as operados pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI).

A maior divergência entre esses financiamentos sem sombra de dúvidas são as taxas de juros e os índices adotados para a correção das parcelas. Outra coisa que as diferenciam entre si é quanto aos recursos que cada uma possibilita você usar para realizar a quitação ou a amortização da dívida.

Usar o FGTS

Caso você tenha contribuído a pelo menos há anos com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), você pode a vir utilizar o saldo da sua conta vinculada no aquisição do imóvel. Isso pode ocorrer caso ela esteja ativa, e que cumpra alguns critérios. 

Dentre os requisitos exigidos estão o imóvel se localizar na mesma cidade onde você reside ou trabalha e não existir  nenhum outro  financiamento pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) em seu nome.

Após realizar a devida comprovação das condições favoráveis à utilização dos valores depositados, você pode fazer uso dos recursos para pagar pela aquisição imobiliária. Geralmente a liberação do FGTS ocorre de forma rápida ( em torno de 5 dias), porém existem alguns trâmites que envolvem o processo de financiamento que podem fazer demorar um pouco mais, em torno de 60 a 90 dias.

Reúna recursos para o valor da entrada

Quando se tem o desejo de comprar a casa própria através de um financiamento imobiliário, é fundamental analisar a possibilidade de dar um valor de entrada.

O não pagamento de um valor de entrada pode impedir o sonho de conseguir a realizar o seu sonho da casa própria, uma vez que vai ser necessário pagar uma porcentagem do valor total da propriedade ao contratar o crédito imobiliário.

Esse valor pode variar, porém costuma ser necessário ter cerca de 10% do valor do imóvel para colocar como entrada. Em algumas situações esse valor pode ser muito alto, vai a depender das particularidades do negociação. 

Reúna os documentos para solicitar o crédito

Para dar entrada no processo de financiamento do imóvel é necessário apresentar uma série de documentos e comprovações.

Esses documentos são necessários para atestar a identidade e o estado civil da pessoa que está solicitando a linha de crédito, bem como analisar a regularidade do comprador perante a receita federal. 

Essa costuma ser uma das fases que mais demanda paciência, então se antecipe e fazer o recolhimento dos documento de forma antecipada, evitando que esqueça de algo na hora de dar entrada no financiamento do seu imóvel. 

Leads

Como obter leads para seu comércio eletrônico (e vender mais)

No campo do marketing, muitos anglicismos são tratados com facilidade, que constituem seu próprio jargão que pode ser bastante obscuro para o leigo no assunto. Um deles é o termo ‘lead’, que tem vários significados em inglês. Se nos referirmos às pessoas, como é o caso em questão, uma liderança é literalmente traduzida como “quem lidera” ou “quem marca o ritmo da dança”. Eles são uma parte fundamental de qualquer estratégia de marketing, especialmente no ambiente online. Hoje vamos explicar como obter leads.

Confira também: 4 recursos online que ajudarão sua empresa a aumentar suas vendas na pandemia.

Leads

Como obter leads: O que é um lead em marketing on-line

Em termos de marketing, um lead é um cliente em potencial, entendendo como aquele que demonstrou interesse nos produtos ou serviços que oferecemos. Se tivéssemos uma loja física, um lead é a pessoa que visita a loja e nos pergunta sobre um produto, mas ainda não decidiu comprá-lo.

No campo do marketing on-line, o lead é o passo intermediário entre o público-alvo para o qual direcionamos nossa mensagem e o comprador final. É alguém que preencheu um formulário, respondeu a uma campanha de marketing por e-mail ou interagiu conosco através das mídias sociais e que “assume a liderança” sobre o resto do público para se interessar por nós.

Como obter leads: o processo

A geração de leads é um dos pilares básicos de todo marketing online. Portanto, é um objetivo principal do marketing para o comércio eletrônico, pois buscamos que os visitantes de nossa loja online cheguem com pelo menos algum interesse no que oferecemos, que pode ser convertido em um impulso de compra. Daí a ‘conversão’ do lead para o cliente.

O processo de como obter leads é mais ou menos o seguinte:Usamos o termo chumbo amplamente . Muitos autores os detalham chamando ‘leads’ apenas para as pessoas ou empresas que nos forneceram seus dados e ‘prospects’ para aqueles em quem identificamos uma oportunidade de vendas.

Aqui, usaremos ‘leads’ para abranger toda essa categoria de clientes em potencial. Em cada etapa do processo, o número de pessoas é reduzido, o que acaba assumindo a forma de um funil (conhecido como “funil de vendas” ). O marketing de entrada é a estratégia que se destina precisamente a atrair leads “à frente” do público-alvo para o qual nos voltamos. Portanto, atração e conversão são as duas palavras-chave que devemos manipular em relação a um lead.

Obviamente, não posso forçar alguém a se interessar pelos meus produtos. A liderança é, geralmente, por sua própria iniciativa. Portanto, as estratégias de atração para minha marca ou meus produtos são fundamentais em relação ao comércio eletrônico. A diferença entre um lead e as pessoas que simplesmente visitam minha loja on-line é que o lead “fez algo” respondendo às minhas sugestões ou chamadas à ação.

Na maioria dos casos, isso significa que obteremos dados do lead e que podemos entrar em contato diretamente com ele. Em outras palavras, uma vez atraído, tenho que desenvolver uma estratégia para converter leads em clientes e até mesmo em promotores da minha marca.

Como obter leads: canais para obtê-lo

Se queremos transformar parte de nosso público-alvo em leads, devemos estudar como atraí-los. No marketing online, temos três maneiras fundamentais de fazer isso:

  1. O próprio site

Alguém visitando o nosso site não faz deles uma liderança. Precisamos que essa pessoa queira se comunicar conosco ou, pelo menos, permita que nos comuniquemos com ela de uma maneira personalizada. Para isso, nosso site deve ser bem segmentado a partir da página inicial com apelos à ação. Por que alguém iria querer nos deixar seus dados se ainda não comprou nada?

Essa é a questão principal para a geração de leads. Para conseguir isso, é necessário que o fato de se registrar suponha uma contribuição de valor para o usuário:

  • Valor econômico: oregistro pode significar receber um código de desconto ou acessar ofertas especiais apenas para aqueles registrados.
  • Valor intangível: osusuários registrados podem acessar áreas restritas da web ou, mais comumente, receber um boletim por e-mail. Nesse caso, a contribuição do conteúdo de utilidade ou interesse para o usuário é o que gera valor.

Idealmente, os dois devem ser combinados . Um boletim informativo não deve ser apenas promocional, assim como não deve se limitar ao fornecimento de conteúdo interessante. Você deve ter os dois. Um elemento muito útil para gerar leads é a criação de páginas de destino. Essas “páginas de destino” são gateways alternativos para o nosso site e nos permitem focar em um segmento de público específico que pode estar interessado em um produto ou serviço específico.

As páginas de destino são, portanto, usadas para “pescar” no universo do Google para os potenciais compradores que realizam pesquisas relacionadas a esse produto específico. E, como o restante do nosso site, eles devem estar preparados para facilitar a conversão de visitantes em leads.

  1. Redes sociais

A geração de leads é, ou deveria ser, um dos principais objetivos de qualquer empresa ou marca presente nas redes sociais (neste ponto do filme, quase todas). Portanto, nossa estratégia de conteúdo nas redes sociais deve estar muito bem orientada para atingir esse objetivo.

Um seguidor nas redes sociais não é um líder. Não basta que eles nos sigam, o importante é que, através das redes sociais, conseguimos interessar uma parte de nossos seguidores o suficiente para ‘assumir a liderança’ e decidir interagir conosco em conteúdo diretamente relacionado ao nosso produtos ou serviços.

  1. Publicidade

A melhor coisa da publicidade on-line é que ela rompe a barreira da comunicação unidirecional . Um anúncio na Internet pode ser o caminho para um usuário exposto à nossa publicidade se tornar um líder. Por isso, é importante projetar essa publicidade para que ela seja atraente para o segmento que nos interessa. Se estivermos interessados ​​em capturar um lead, precisamos incluir chamadas à ação .

Podemos até converter um anúncio em um formulário em certos casos. Um esquema clássico, mas bastante eficaz, é aquele que interpõe uma página de destino, que é realmente o que anunciamos. Esta página de destino foi projetada com o único objetivo de capturar leads.

Eu já tenho uma liderança. E agora … O que eu faço com isso?

Depois de capturarmos um lead, surge a parte complicada da questão: a conversão em um cliente. É aí que você toca, já que o fato de você ter capturado um lead não implica que ele esteja preparado para comprar seu produto.

Haverá uma parte mínima que sim e uma maioria que não. Mas isso não significa que o esforço tenha sido em vão: é aí que a estratégia ‘alimenta a liderança’ (literalmente ‘a nutrição leva’). Em um post futuro, falaremos mais profundamente sobre isso, mas hoje daremos algumas pinceladas.

Uma liderança é como um troll , mas o contrário . Se o troll não precisar ser alimentado, o chumbo deverá ser alimentado para que continue assim. É disso que trata a nutrição de leads , mantendo um relacionamento vivo com seus leads, para que eles continuem sendo . Se você tem uma ‘almofada de chumbo’ permanentemente, sabe que sempre haverá alguns deles que se tornarão clientes.

 

4 recursos online que ajudarão sua empresa a aumentar suas vendas na pandemia.

Atualmente todos os cenários são incertos devido à pandemia do Covid-19, fazendo com que empresários, comerciantes e autônomos precisem mudar a estratégia e se adaptar ao não tão novo mercado de Marketing Digital. Contudo, com tanta informação disponível é comum surgirem dúvidas sobre qual ferramenta é a mais adequada, ou qual será aquela responsável por alavancar as vendas.

Primeiro é importante deixar claro que não existe uma forma milagrosa para isso. Na verdade, é um conjunto de recursos alinhados a dedicação e monitoramento que serão capazes de ajudar o seu negócio. Para entender melhor, veja alguns meios essenciais para aumentar suas vendas online em meio à pandemia.

Google Ads

Chamado também de Google Adwords, essa é uma das principais ferramentas para aumentar sua receita no Marketing Digital por meio de anúncios patrocinados. Ele na verdade é uma plataforma do Google, na qual seu anúncio é mostrado para pessoas que realizam pesquisas, sejam elas no computador ou celular. Sua grande sacada é que o anúncio será exibido para pessoas que estão buscando soluções que tenham a ver com seu produto ou serviço, sendo um público totalmente qualificado.

Além disso, ele pode aparecer em outros canais com diversos formatos, como por exemplo no YouTube com os anúncios anteriores ao vídeo e em blogs ou sites com um banner de produtos. A segmentação pode acontecer por meio de locais, idioma e idade específicos, separando os dispositivos (computador, notebook, tablets, celular ou todos eles), canal de exibição, seu público-alvo e até mesmo com palavras-chave escolhidas por você. Isso tudo é combinado ao valor investido escolhido, ou seja, o controle é absoluto. Você também pode decidir se o valor gasto será por dia, mês, campanha e até mesmo somente quando receber cliques, a cada 1000 impressões ou acontecer alguma conversão. Incrível, né?

SEO

Já o SEO (Otimização de Sites para Mecanismos de Busca) é um conjunto de técnicas para otimizar sites, blogs ou qualquer página da web para colocá-las nas primeiras posições orgânicas do Google gerando tráfego e autoridade. A diferença entre ele e o Google Ads é que o primeiro não necessita de investimento em mídias. Ou seja, por meio das otimizações realizadas, o Google irá entender que seu site é confiável, ranqueando para as primeiras posições. E por que isso é importante? Simples: a maior parte dos cliques acontecem nas primeiras posições, sendo muito difícil aqueles que partem para a segunda página, por exemplo.

Ele é uma das principais estratégias de Marketing Digital, visto que diariamente o Google recebe milhões de buscas sobre os mais diversos assuntos, conseguindo organizar os resultados para que as melhores respostas estejam nas primeiras posições para o usuário. Mas, como provar seu valor para o Google? Criar conteúdo de qualidade é fundamental, contudo, é preciso também receber links de redirecionamento de sites confiáveis e que façam parte do contexto de seu conteúdo, entre outras estratégias.

Facebook

O Facebook atualmente é a maior rede social com mais de 2 bilhões de usuários ao redor do mundo, sendo que o Brasil é o terceiro país que mais a utiliza. Isso significa que é muito provável que seu cliente esteja dentro dela. E por que não aproveitar para oferecer a ele mais um canal para te encontrar? Utilizar as redes sociais é uma forma de se aproximar e conversar com seu público de forma natural. Inclusive, seu poder de segmentação é gigante, possibilitando que sua empresa alcance pessoas que realmente estejam interessadas em seu produto.

Ele também auxilia no atingimento de suas metas, visto que independente se seu objeto é realizar vendas, conversões no site ou gerar leads, ele pode ser adaptado a todas elas. Com seu objetivo definido, basta começar a produzir conteúdo relevante para seu público. A partir disso, você pode testar a frequência, dias e horários de postagens, assim como o orçamento gasto em anúncios por meio do gerenciador do próprio Facebook. Com essa ferramenta, você também é capaz de segmentar suas campanhas atingindo um público mais qualificado e consequentemente aumentando a chance de vendas.

Instagram

Já o Instagram é uma das redes sociais que mais está crescendo ultimamente e assim como o Facebook, seu público também será encontrado nela. Pensando nisso e na possibilidade de as empresas alavancarem suas vendas e fortalecerem sua imagem, o Instagram lançou o recurso business, sendo possível medir o engajamento do público e outras métricas essenciais para avaliar o desempenho do negócio na rede social. Aliás, criar um perfil como loja é uma forma de aumentar suas vendas de maneira simples.

Sua empresa pode deixar claro em seu perfil a localização e contato direto por meio de links, facilitando assim a comunicação. Com perfis comerciais seus anúncios também serão segmentados, além de possibilitar a inclusão de CTAs, como compra direta, direcionamento para seu site, entre outros.

Gostou de mais um das nossas dicas? Ao oferecer canais diferentes para seu público te encontrar, você fortalece sua imagem além de poder aumentar as vendas significativamente. Afinal, com o distanciamento social, mostrar para seu cliente que você está perto mesmo longe, é considerada uma das principais estratégias para crescer em todos os sentidos.

O mercado de consorcio se tornou uma nova oportunidade de negócio para investidores

Durante a crise econômica que vivemos muitas pessoas tiveram que mudar a forma como vinham fazendo negócios e até mesmo para novos investimentos, afinal durante a crise muitas pessoas tiveram que optar por economizar pelos mais diferentes motivos.

E o mercado de consórcio acabou sendo uma alternativa muito viável para quem buscava um novo negócio, uma nova forma de estar conseguindo lucrar, tendo vários segmentos e com cada vez mais pessoas mudando a forma de investir e outras querendo se desfazer de alguns investimentos do tipo consórcios por querer economizar, e muitos viram nesse mercado uma oportunidade de investir e ainda conseguir lucrar através desse novo negócio.

É cada vez mais crescente o número de anúncios do tipo compro e vendo consórcio contemplado, afinal durante a crise muitas pessoas encontraram no mercado de consorcio uma oportunidade de investimento ou até mesmo de negócio.

Segundo o site IG, o mercado de consorcio vem sendo uma opção cada vez maior de investimento para quem quer continuar investindo em época de crise e para os que tem um olhar mais empreendedor, esse mercado pode ser uma nova alternativa de negócio rentável, por causa do aumento de procura.

É notável que muitas pessoas buscam informações sobre investir em consorcio e também há quem queira vender consórcios em andamento, mas nem sempre é fácil ter acesso a esse tipo de consorcio, então unir quem quer vender com quem quer investir, pode ser um negócio muito rentável para algumas pessoas.

Investir no mercado de consorcio é viável em tempos de crise?

As pessoas estão cada vez mais atrás de informações que possam ser uteis da melhor forma de continuar fazendo investimentos durante um período de crise, ou até mesmo alternativas viáveis para estar economizando nessa época.

Em tempos de crise a primeira opção que temos é economizar e muitas vezes é necessário fazer corte de gastos, principalmente se tratando de finanças e investimentos acabam sendo reduzidos e até mesmo cortados por necessitar de uma renda maior e é então que o consorcio acaba sendo uma alternativa.

O mercado de consorcio é uma alternativa viável de investimento em tempos de crise por se tratar de uma negociação mais barata e com juros reduzidos, em muitos casos acaba sendo viável também pelo crescente número de pessoas querendo se desfazer de consórcios contemplados, onde as pessoas podem adquirir esses consórcios com um valor bem acessível.

O mercado de consorcio cresceu muito nos últimos anos e a tendência é que esse mercado cresça ainda mais no próximo ano, por estar em alta como uma alternativa de investimento mais econômica e por ser cada vez mais uma nova alternativa para se fazer negócio.

casa de praia

Dicas valiosas para manter a segurança da sua casa de praia

Casa na praia é um privilégio de poucos afortunados e, por isso, esse tipo de residência, muito visada por criminosos, carece de segurança redobrada.

Quem já teve a casa furtada ou invadida sabe que esse tipo de patrimônio é muito vulnerável a qualquer tipo de situações que envolvem assaltos e furtos.

Além disso, o prejuízo material é enorme, como danos na fiação e danificações na estrutura e interior da casa. Por isso, cuidar da sua residência é fundamental. No post de hoje, separamos algumas dicas para você resguardar a sua casa na praia.

Garantir que todas as portas e janelas estejam seguras é de extrema importância, mas só isso não basta

Tenha um sistema de monitoramento remoto

O circuito fechado de TV é uma ótima opção para proteger a sua casa na praia 24 horas por dia.

Com a potência dessa tecnologia, você pode monitorar a sua casa de onde estiver, pelo celular ou pelo próprio interior da casa. Isso porque, a central envia todos os dados na hora, trazendo maior sensação de segurança.

Além disso, a flexibilidade de ter senhas temporárias para serem enviadas a prestadores de serviço é outro ponto que essa comodidade ganha. Você pode, inclusive verificar o seu sistema de monitoramento em tempo real diretamente do tablet. Todas as gravações poderão ser conferidas posteriormente de maneira simples e rápida para auxiliar com denúncias.

Contrate terceirizados de segurança patrimonial

Em patrimônios valiosos como uma casa de praia, nem sempre contar com os recursos tecnológicos é o suficiente. Por isso, contrate empresas de segurança terceirizadas para fazerem a ronda da sua casa.

Geralmente elas disponibilizam um motoqueiro para vigiar a quadra residencial ocasionalmente ou quando você entra e sai do portão.

Coloque adesivos na entrada para notificar que a casa está sendo monitorada. Dessa forma, ajuda a inibir potenciais delinquentes de cometerem crimes. A ronda também ajuda com soluções rápidas para acionar a Polícia Militar, por exemplo em caso de movimentação suspeita. Ainda, é super importante localizar uma corretora de seguros para realizar a contratação de um seguro residencial, uma vez que o seguro poderá cobrir diversas despesas em caso de roubo, incêndios, entre outros.

Faça amizades com os moradores do bairro

Estar cercado de pessoas que passam pela mesma insegurança que você pode ajudar com os cuidados da sua casa. Tenha sempre uma boa relação com a vizinhança para mais uma estratégia eficaz de proteção à sua casa. Isso, pois, essa troca de monitoramento é o que permite fazer denúncias precoces para evitar qualquer susto.

Por isso, mantenha sempre os vizinhos informados e faça amizade com eles para que assim, essa confiança se estabeleça em prol do monitoramento domiciliar. Os vizinhos podem acionar a polícia na sua ausência em caso de movimento suspeito em torno da casa e você pode fazer o mesmo por eles.

Agora que você tem dicas valiosas sobre como proteger a sua casa na praia de eventuais problemas, que tal você compartilhar esta informação com seus amigos e conhecidos que passam pela mesma situação? Aguarde novos conteúdos exclusivos para você se proteger!

 

higiene_no_bebe

Dicas sobre higiene do bebê

Durante os primeiros anos, as necessidades de higiene dos bebês dependerão dos adultos, pois os bebês não poderão fazer nada sozinhos. Portanto, os adultos serão responsáveis ​​por realizar todos os cuidados e higiene para o bem-estar de seu bebê . Além disso, foi demonstrado que, quando os pais realizam processos de higiene com seus filhos, os laços com eles são mais fortes. Você precisa saber a partir do momento em que passa pelas mãos da equipe médica, da enfermaria e da auxiliar de enfermagem no momento do parto.

Confira também – Luvinha Mordedor para o seu bebê.

higiene_no_bebe

O principal objetivo da higiene do bebê é proteger o corpo de agentes tóxicos ou infecciosos, contribuindo para a melhoria do bem-estar da criança. Mas também devemos levar em consideração a higiene ambiental, que consiste na higiene dos espaços, materiais e ambiente em que a criança realiza suas atividades. Portanto, os adultos não apenas terão que cuidar da higiene corporal do bebê, mas também da higiene do ambiente em que vivem.

Quando se trata de higiene corporal do bebê, se não levarmos em conta uma série de medidas de higiene, isso pode causar alguns problemas, como assaduras ou que ele não consegue respirar bem durante a amamentação devido ao ranho. Então, vamos discutir algumas das medidas básicas de higiene para cuidar do bebê.

O banho do seu bebê

Antes de tudo, é importante que estabeleçamos sempre o mesmo horário para o banheiro. O mais recomendado é que seja de noite, pois após o banho o bebê ficará relaxado e mais preparado para o descanso.

Antes de começar a tomar banho, é importante que tenhamos todos os materiais preparados, além disso, devemos garantir que a temperatura do banheiro varie entre 23 e 25 graus Celsius.

Para o banho do bebê, usaremos um banho especial para bebês, que são menores e o banho será mais fácil para nós. Não devemos encher a banheira com mais de 15 cm de altura e a água deve estar à temperatura corporal, ou seja, oscilar entre 35 e 37 graus Celsius.

Na hora do banho, devemos segurar o bebê com um braço , para que o lado interno do cotovelo apoie sua cabeça e suas mãos cheguem ao fundo do bebê. Inclinaremos sobre a banheira e, com a ajuda do outro braço, lavaremos o corpo. Para lavá-lo, devemos usar sabonetes especiais .

Depois de terminar o banho, devemos cobri-lo com uma toalha; será essencial cobrir a cabeça, pois é a parte do corpo onde está o maior calor corporal. Antes de vestir, devemos garantir que esteja muito seco, principalmente por causa das dobras para evitar picadas ou fungos.

Cuidar do umbigo do bebê

Após o parto, o cordão umbilical levará de 8 a 10 dias para se soltar. Uma vez destacada, aparecerá uma ferida, que se recuperará em 3 ou 5 dias após a queda. Devemos curar o umbigo durante esse período com álcool a 70% e tentar mantê-lo seco, protegido e coberto, evitando assim qualquer tipo de infecção.

Limpeza nasal

Recomenda-se limpar o nariz após o banho, pois com o vapor e a água quente o muco se dissolve e é mais fácil de extrair. Como o bebê não pode soprar o muco para removê-lo, os adultos terão que removê-lo. Os métodos mais utilizados são soro fisiológico e aspiradores nasais.

Os soros fisiológicos são o método mais recomendado pelos pediatras, cujo objetivo é ajudar a desfazer o muco, para que o bebê possa expulsá-lo pelo nariz ou engoli-lo.

Aspiradores nasais são um dispositivo feito de um tubo de borracha com um aplicador final, que é inserido no nariz do bebê. Através do tubo, os pais sugam para deixar o muco na cápsula intermediária.

Como limpar as orelhas do bebê

As orelhas dos bebês podem produzir cera, mas isso não significa que estejam sujas. Mesmo tentar remover a cera pode ter o efeito oposto e, em vez de remover a cera, podemos empurrá-la e criar uma rolha. Portanto, devemos evitar o uso de hastes ou objetos alongados, pois podemos danificar o tímpano.

Ao limpar as orelhas, só podemos limpar a parte externa, que limparemos preferencialmente durante o banho, usando uma gaze umedecida e com movimentos para o exterior.

Como limpar os olhos do bebê

Nos primeiros meses, os bebês geram muito muco nos olhos e no nariz, principalmente quando acordam, na forma de manchas e muco. A higiene ocular será essencial para evitar problemas como conjuntivite, ductos lacrimais bloqueados, etc.

Limparemos os olhos com toalhetes esterilizados ou gaze embebida em água fervida ou soro fisiológico, nunca com água de camomila por causa do risco de reações alérgicas. O movimento para limpá-los sempre será na direção do ângulo interno do olho em relação ao externo e teremos que usar uma gaze para cada olho, depois teremos que secá-los.

Higiene bucal

Os bebês ainda não têm dentes. Para realizar a limpeza bucal, devemos colocar a criança de costas em uma superfície horizontal com a cabeça de um lado e abrir a boca pressionando levemente a mandíbula. Em seguida, introduziremos uma gaze seca com o dedo indicador em forma de gancho para extrair as secreções da boca e, com outra gaze umedecida, revisaremos a língua e o resto da boca.

Quando seus dentes começarem a sair, começaremos com o uso da escova e começaremos a escovar os dentes como adultos.

Como cortar as unhas

Até os 20 – 30 dias de idade, não será necessário cortá-los devido à dificuldade em distinguir o dedo da unha. Depois de cortar as unhas, devemos cortá-las semanalmente, pois crescem muito rapidamente, enquanto as dos pés demoram mais para crescer.

Manter uma boa higiene das unhas será muito importante para  evitar que o bebê coça  ou seja infectado pelas unhas.

Para cortar as unhas, usaremos uma tesoura com bordas rombas. Cortaremos as unhas dos pés em linha reta, enquanto cortamos as unhas das mãos em uma curva, tentando nos dois casos não cortar até o limite da pele para evitar que as unhas fiquem cavadas no dedo.

Troca de fraldas

Como no banheiro, antes de iniciar a troca de fraldas, precisamos ter todos os materiais preparados à mão.

Antes de colocar outra fralda, você deve limpar a área muito bem . Essa limpeza deve ser feita de maneira diferente, dependendo se o bebê é menino ou menina. Nas meninas, a limpeza sempre deve ser feita da frente para trás (é voltada para o ânus) e não o contrário, para evitar a propagação de bactérias do intestino para a bexiga ou vagina.

Desta forma, evitamos possíveis infecções. Enquanto nos meninos, ela é realizada desde as coxas até o pênis, prestando atenção especial à área dos testículos, pois, como a pele que os cobre é áspera, pode permanecer na urina ou nas fezes.

Quando o bebê estiver limpo, toda a área que lavamos deve secar muito bem, prestando atenção especial às dobras. Em seguida, colocamos o bebê deitado de costas em uma toalha, levantamos pelos pés e abrimos a fralda por baixo, tentando garantir que a parte superior fique na cintura. Em seguida, largamos as pernas do bebê, levantamos a frente da fralda e a fechamos.

As fraldas devem ser colocadas de forma que fiquem confortáveis, ou seja, que não fiquem muito apertadas ou muito frouxas, pois nesse caso a urina pode vazar. Hoje, fraldas adaptadas ao peso e sexo do bebê estão no mercado.

vender roupa

Como vender roupas em brechós de luxo

Vender suas roupas para um brechó de luxo pode ser a maneira perfeita de praticar a moda sustentável e de ganhar um dinheiro extra com aqueles itens que estão acumulando poeira no guarda-roupa. Os brechós de luxo são empresas sustentáveis, que dão uma nova vida a peças de marcas da Chanel, Cartier e centenas outras. 

O mercado de artigos de luxo em segunda mão está crescendo. Por quê? Bem, a resposta simples seria que, como sociedade, estamos buscando ganhar dinheiro. Mas há mais do que isso.

Os brechós de luxo estão inseridos em um mercado lucrativo, onde bolsas Chanel e relógios Rolex podem ser encontrados a preços incríveis. Atualmente, os itens de luxo em segunda mão no mercado são de melhor qualidade do que nunca. A moda de luxo está mais acessível do que nunca, e os brechós de luxo são os grandes responsáveis disso. É cada vez mais comum que as pessoas não apenas comprem, mas vendam seus itens; muitas vezes com fins lucrativos.

O PROCESSO DE VENDA NOS BRECHÓS DE LUXO

Hoje em dia, a facilidade de venda de itens são melhores do que antes. A maioria dos brechós torna a venda de um artigo de luxo seminovo um processo fácil e descontraído, trabalhando diretamente com o vendedor.

Uma avaliação online leva o item a ser retirado do vendedor e depois entregue diretamente ao comprador. Cortando o intermediário e permitindo que a compra e a venda sejam feitas da maneira que deveria, a garantindo que os vendedores e compradores permaneçam satisfeitos e não estressados.

Para quem pensa menos no lucro e mais na sustentabilidade, a venda de itens de luxo é música para os ouvidos. Com mais pessoas tentando fazer a sua parte pelo meio ambiente, notamos o quão é importante a reutilização dos nossos itens.

Ao vender um artigo de luxo para um brechó, estamos lhe dando uma nova vida e abrindo o próximo capítulo de sua história. Isso está se tornando cada vez mais predominante no mercado da moda e acessórios, onde as tendências mudam como o vento, e reinventamos nosso guarda-roupa quase que mensalmente.

A venda de um item de luxo em segunda mão oferece uma boa relação custo/benefício e torna acessíveis a moda e os acessórios ‘em alta moda’.

A venda de um item de luxo em segunda mão pode render ao vendedor algum dinheiro fácil, abrir espaço na casa e dar a um item original e de qualidade uma nova vida útil.

Portanto, embora a unidade possa estar ganhando ou economizando, há muito mais razões para vender nossos produtos de luxo em segunda mão. Existe demanda por itens de boa qualidade em segunda mão.

Os brechós de luxo atualizam regularmente o seu estoque online e as vendas são boas. Com uma excelente plataforma de venda sem complicações, os brechós possuem sites que descrevem todo o processo passo a passo.

As marcas mais populares dos brechós de luxo são Gucci, Louis Vuitton, Chanel e Dior, e os produtos que mais vendem geralmente são bolsas. Para vender seus artigos de luxo em um brechó, ele deve estar original e apresentar bom estado de conservação.

Muitos brechós costumam trabalhar com a autenticidade das peças, o que significa que existe uma curadoria que avalia cada peça muito minuciosamente, garantindo a qualidade para quem compra. 

Geralmente, no processo de venda você vai precisar de boas fotos, uma descrição e receberá a estimativa do valor do item por parte do brechó de luxo. Assim que a peça for aprovada pelo controle de qualidade, ela estará pronta para a venda no site do brechó. 

Em conclusão, é possível ganhar dinheiro se você vender suas roupas para o brechó de luxo. Venda suas roupas de grife seminovas na categoria de moda feminina, masculina e infantil.

Recheadas de opções incríveis,  os brechós de luxo compram, vendem e consignam artigos autênticos das maiores grifes do mundo.

whey

Whey Protein engorda? Como tomar e melhores horários

Whey Protein nada mais é que a proteína tirada do soro do leite.

Ela era muito utilizada por atletas fisiculturistas pela facilidade e pela sua qualidade de alto valor biológico, já que para se obter ganhos de massa muscular é necessário a utilização de bastante proteína.

Hoje em dia o suplemento alimentar ficou bastante popular pelos seus inúmeros benefícios, confira abaixo:

Benefícios do Whey Protein

  • Possui grande quantidade de BCAA
  • Possui grande quantidade de Glutamina
  • Rápida absorção pelo organismo
  • Ajuda a perder gordura
  • Melhora a imunidade do organismo
  • Contribui para a manutenção de massa muscular, obtendo crescimento
  • Pouca ou quase nada concentração de carboidratos e gorduras

Como tomar Whey Protein

whey

A dose recomendada varia de acordo com as necessidades e das práticas de atividades físicas.

Para o objetivos de ganho de massa muscular o indicado para se consumir de proteínas por dia seria de 2gr a 3gr de proteínas por dia, então para uma pessoa com peso de 60kg o ideal seria consumir no mínimo 120gr de proteínas. Geralmente,o scoop do Whey Protein vem em torno de 20gr a 30gr de proteínas, que já é uma boa parte do consumo diário, ou de forma que o produto indicar a tomar.

Indicamos se tomar com água, para uma rápida absorção já que esse é uma das qualidades dela.

Melhores horários para tomar Whey Protein

Os melhores horários para se tomar são os horários em que seu organismo necessita de proteínas, ou seja, logo após atividades físicas onde seu organismo vai entrar no processo de reparação das fibras musculares, e ao acordar, onde seu organismo está necessitando de proteínas pelo fato de ter passado horas em jejum.

Whey Protein engorda?

Não. Pelo contrário, pode ajudar você a perder gordura. Claro que você deve ficar de olho na quantidade de carboidratos e gorduras contidas no produto.

Mais muita atenção aos produtos, foram feitos laudos sobre muitos produtos em que a composição de proteínas, gorduras e carboidratos não continha com o que o produto descrevia, indicamos antes de comprar um Whey Protein você ver esse artigo sobre os laudos dos produtos.

Para saber mais sobre saúde, visite https://www.saudebio.com.br/

cuidar_do_seu_bebe

O que você deve fazer para cuidar do seu bebê da melhor maneira

Existem alguns cuidados básicos para recém-nascidos que toda mãe deve conhecer. Fazer seu filho crescer saudável, geralmente depende apenas de pequenos detalhes. Se você é uma mãe nova, as dicas a seguir ajudarão bastante.

Confira: Puddle Jumper – O melhor para o seu filho

cuidar_do_seu_bebe

Para cuidar do seu bebê da melhor maneira, é recomendável seguir uma lista de recomendações. Isso será muito benéfico para atender às suas necessidades de forma contínua e adequada. Os primeiros anos de vida são fundamentais para o treinamento e o desenvolvimento psicomotor e comportamental dos pequenos.

Diretrizes para cuidar de seu bebê

Por esse motivo, existem certos parâmetros que devem ser atendidos para fornecer cuidados especiais durante esse importante estágio de crescimento.

Amamentar bebês

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que a amamentação é essencial para fortalecer o sistema imunológico do bebê. Além disso, o leite materno tem a característica de fornecer um equilíbrio de nutrientes e vitaminas para o desenvolvimento anatômico do recém-nascido.

Dê apenas a comida necessária

Os estômagos dos bebês são reduzidos no momento do nascimento. Isso significa que os bebês devem beber uma pequena quantidade de leite , a intervalos de aproximadamente duas a três horas . Se estes tempos forem cumpridos, contribui para o crescimento e uma dieta equilibrada para a criança.

Você deve cuidar dos sabores do leite que é dado aos bebês, através do leite materno. No período de lactação das crianças, não é recomendável comer certos alimentos. É o caso de aspargos, alcachofras ou bebidas fortes. Isso faz com que o leite adquira um sabor amargo que o bebê rejeitará.

Quando isso acontece, é melhor aguardar a regeneração do produto materno e esperar algumas horas para alimentar o bebê novamente.

Regule sua temperatura

Uma recomendação para as mães é aquecer os lençóis onde a criança será colocada antes de dormir, pelo menos a uma temperatura de 20 graus. Os bebês costumam expressar o frio com choro e essa pode ser a solução, além de ajudar a prevenir inúmeros resfriados.

Cuidando da pele do recém-nascido

A pele dos bebês é muito delicada, e é por isso que deve ser cuidada a partir do momento em que nascem. Recomenda-se que, antes de colocar qualquer peça de vestuário pela primeira vez, ela tenha sido submetida a pelo menos uma lavagem ou esterilização.

É muito útil usar tecidos como algodão, linho ou lã. Eles são os melhores para cuidar do seu bebê e a pele dele não sofre, principalmente quando ele tem de zero a quatro anos, evitando assim o aparecimento de alergias, pois favorecem a transpiração.

“Os primeiros anos de vida são fundamentais para o treinamento e o desenvolvimento psicomotor e comportamental dos pequenos”

Hidratar e limpar a pele

Ao trocar as fraldas, você cuidará das partes íntimas e do conforto do bebê . Antes de colocar uma fralda, é aconselhável limpar suavemente as áreas íntimas do bebê e hidratá-las para evitar que a pele fique irritada. O calor e a umidade gerados pela urina do bebê causam irritação e desconforto na pele.

Calçado adequado

Quando os bebês começam a engatinhar, é recomendável que eles usem sapatos macios  ou flexíveis com uma estrutura forte . Isso evitará solavancos e marcas na pele dos pés do bebê. Essa etapa é única, mas os pais devem prestar muita atenção para evitar lesões e desconforto.

Cortando as unhas após o mês de nascimento

Este é um tópico com alguma controvérsia e uma variedade de opiniões. No entanto, alguns especialistas dizem que não é extremamente necessário cortar as unhas de um recém-nascido , pelo menos até o final do mês. Só é recomendável fazê-lo mais cedo se as unhas pequenas emaranhadas nas roupas.

Para cortá-los, é recomendável fazê-lo logo após o banho. Envolvemos o bebê em uma toalha para que ele não se mova muito e fazemos um corte reto. Se você não ficar calmo, isso pode ser feito quando você está dormindo.

Evite sacudir o bebê

Para cuidar de bebês, é aconselhável que eles não sejam abalados sob nenhuma circunstância. Sacudir os pequenos pode causar  danos cerebrais ou vertebrais e danos ainda maiores. Muitas vezes acontece que os pais movem seus filhos à força por diversão ou para ver como eles reagem. Você precisa saber que, até que eles desenvolvam seus músculos, eles não são capazes de suportar isso.

Essas dicas para cuidar do seu bebê podem evitar muitos acidentes e preocupações. Muitos deles são necessários para que as crianças desenvolvam um excelente estado de saúde à medida que crescem.