5 dicas para se tornar um poliglota

5 dicas para se tornar um poliglota

Aprender vários idiomas é o sonho de muitas pesssoas. A capacidade de se comunicar em mais de um idioma não apenas abre portas para as pessoas, mas também auxilia no desenvolvimento de habilidades de raciocínio.

Durante anos, muitas pessoas foram ensinadas a acreditar que para se tornar um poliglota é necessário se envolver com o estudo de idiomas desde a infância, razão pela qual pessoas adultas jamais poderiam alcançar este sonho.

Acontece que essa crença é infundada. Apesar de existirem evidências de que estudar idiomas desde a infância pode ser excelente para o desenvolvimento das pessoas, não existem indicativos de que adultos não podem se tornar poliglotas.

Vamos ver algumas dicas práticas para quem deseja se tornar um poliglota mesmo na fase adulta.

Dicas para aprender várias línguas

Há muitas razões pelas quais você pode querer saber falar uma língua diferente. Se você quer viajar, trabalhar ou simplesmente desfrutar de uma cultura diferente, sabendo que uma nova linguagem é uma ótima maneira de fazer amigos e se comunicar com pessoas de todo o mundo. 

No entanto, leva tempo e dinheiro para aprender a falar uma nova língua. Felizmente, existem maneiras de facilitar o processo, incluindo essas dicas.

Defina metas

Definir metas é uma parte importante do processo de aprendizagem. Definir metas inteligentes significa quebrar o idioma em pedaços gerenciáveis para que você possa progredir. 

Concentre-se no mais importante

Certifique-se de que esses objetivos são relevantes, mensuráveis e alcançáveis. Isso tornará mais fácil manter-se motivado e no caminho certo com seu novo processo de aprendizagem de idiomas. Além de ser relevante, seus objetivos devem ser realistas e significativos. 

Ao seguir um plano, você poderá aprender dois ou mais idiomas simultaneamente.

Estude mais de um idioma por vez

Para um iniciante, é importante se concentrar em aprender os fundamentos de uma nova língua. Isso inclui sua gramática básica, pronúncia e vocabulário. Quando estiver confortável com esses fundamentos, você pode passar para conceitos mais avançados. 

No entanto, o processo de aprendizado requer muito tempo e esforço. Para obter o status de poliglota, você também deve torná-lo um ponto para aproveitar a aprendizagem.

Aprender uma nova linguagem não impede que você aprenda outras línguas, portanto, certifique-se de estabelecer uma programação para o aprendizado contínuo. 

Leia textos nos idiomas que você está estudando

Se você está aprendendo uma nova língua pela primeira vez, concentre-se em ler textos em ambos os idiomas ao mesmo tempo. Os textos de leitura em ambas as línguas lhe darão uma melhor compreensão de cada estrutura linguística.

Muitos poliglotas usam uma abordagem de aprendizado baseada no sistema. A ideia por trás da abordagem é que você revise uma palavra ao longo de vários dias, garantindo assim que ela se torne arraigada em sua memória de longo prazo. 

Alguns poliglotas até usam o método transfer english bia arantes para ajudar com sua aprendizagem de idiomas.

Reconheça suas limitações

Você pode se tornar um poliglota estudando vários idiomas e aprender novos regularmente. No entanto, esta não é uma tarefa fácil. 

Se você está tendo muita dificuldade em estudar múltiplos idiomas, é melhor escolher uma linguagem simples para começar. Como você conhece melhor a língua, você pode escolher mais difícil. 

No entanto, você não deve esquecer de pesquisar a estrutura gramatical e o alfabeto da linguagem para entender sua sintaxe.

Usando o princípio da proximidade, você pode aprender um idioma em um mês. Especialistas sugerem que você deve apontar pelo menos 700 horas de prática, a fim de se tornar fluente nela. 

No entanto, a maneira como você gasta nessas horas depende dos objetivos que você tem. Idealmente, você deve estar em contato constante com a linguagem. Ele fará o processo de aprendizagem mais rápido e mais fácil.

Características de um poliglota

Uma das principais características de um poliglota é a dedicação total com o processo de estudo. Existem várias maneiras de aprender uma nova língua, incluindo a aprendizagem da própria língua e sua gramática. 

Aprender a falar outra língua requer contato diário com o falante nativo dessa linguagem, um sistema e um plano para chegar lá. Ao seguir estas dicas, você pode estar no seu caminho para se tornar um poliglota.

A melhor maneira de se tornar um poliglota é se matricular em um curso de idiomas. Estudar com a ajuda de profissionais e instrutores é uma ótima maneira de aproveitar ao máximo o seu tempo e ter acesso a professores que podem ajudá-lo com qualquer dúvida que você possa ter. 

Esses professores poderão mostrar o caminho dos seixos e responder a quaisquer perguntas que você possa ter. No entanto, muitas pessoas estão procurando por cursos de idiomas gratuitos online.

Seguir essas dicas pode ser o segredo para se tornar um poliglota mesmo se começar a estudar idiomas depois da fase adulta. Essas dicas ajudam muitas pessoas a alcançar este objetivo.

Quais incentivos o governo tem para pessoas PCD ao comprar carros

Quais incentivos o governo tem para pessoas PCD ao comprar carros

Recentemente foi aprovado pela Câmara dos Deputados um reajuste no teto para isenção de IPI para PCD e taxista no valor de R$200 mil, com isso vai trazer mais opções com desconto para esse tipo de público. 

O Projeto de Lei 5149/20, que vai prolongar até 2026 isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), na hora da compra de veículos 0 km por PCD e taxistas.

Segundo o Senado, o projeto vai expandir essa vantagem para os deficientes auditivos e anula o trecho da Lei 8.989/95, onde coloca limites para o proveito da isenção pelos cidadãos com deficiência visual. 

E encaminham ao Ministério da Saúde e ao setor de direitos humanos a definição da concepção de pessoas com deficiência mental severa ou profunda e também de pessoas com transtornos do espectro autista.

Assim, dessa maneira, o texto da lei passa a conceituar pessoas com deficiência, aquela pessoa que tem impedimento a longo prazo de natureza física, mental, sensorial ou intelectual.

Porém, nesse meio tempo em que o Poder Executivo não faz a regulamentação desse tema, não será solicitado, para fins de concessão do benefício fiscal. E as novas regras já começaram a valer em janeiro deste ano.

E vale lembrar que se você por acaso tiver com ideia de comprar carro em revendas de carros em Lajeado, por exemplo, saiba que essa regra se aplica para os carros 0 km. 

Qual foi o valor do reajuste?

O valor máximo do texto aprovado, onde reajustar esse valor para os carros que podem ser comprados preservando o limite de deslocamento até 2.0. 

Ou seja, ao invés de adquirir um carro com um valor máximo de 140 mil, agora o consumidor vai poder comprar um de até 200 mil.

Em relação aos acessórios, que hoje ainda não podem contar com a isenção do IPI, caso não seja de série. 

Então a lei prorroga a isenção para aqueles que usam os acessórios para fazer adaptações do carro para que a pessoa com deficiência física possa usar, ainda que não sejam equipamentos originais.

Segundo o relator essa será uma grande mudança para os taxistas e deficientes físicos, onde vai estender essa isenção e também vai poder incluir os acessórios para grande parte dos importados.

Discussão no plenário

De acordo com o deputado Rogério Correia (PT-MG), os veículos para as pessoas com deficiência são mais caros, por conta das adaptações que são feitas, e os taxistas sofrem muito com a concorrência dos outros aplicativos de transporte.

Ainda de acordo com outro deputado, Bibo Nunes (PSL-RS), os taxistas assumem impostos bem altos e uma dos poucos benefícios para eles é o desconto do IPI.

Qual é a porcentagem do desconto para PCD em veículos?

Existem vários tipos de descontos, isso vai depender do modelo e marca do carro e o tipo de combustível, veja abaixo como funciona.

  • Veículos 1.0 flex, desconto é de 7%;
  • Veículos entre 1.2 e 2.0, o desconto é de 11%;
  • Veículos a gasolina, a porcentagem é de 13%, 
  • Veículos híbridos e elétricos, o desconto pode ficar entre 7% e 20%;
  • Veículos acima de 2.0, podem ter descontos de 18% a 25%.

Veja a lista com alguns novos carros para PCD

Para você que é PCD e está na dúvida quais são os carros novos que entraram na lista para o desconto, fizemos uma listagem para você ficar pode dentro de todos os novos modelos e marcas.

Modelo Marca Valor
Tiggo 8 Caoa Chery R$189.990
Cruze Sport6 Premier Chevrolet R$151.790
Equinox Chevrolet R$197.750
HR-V Touring Honda R$161.100
Creta Ultimate Hyundai R$158.490
Renegade Jeep de R$ 155.490 a R$ 176.990
Compass Jeep de R$ 146.990 a R$ 181.990
Commander Jeep R$ 199.990
Corolla Toyota de R$ 145.190 a R$ 170.890
Corolla Hybrid Toyota de R$ 169.690 a R$ 178.690
Corolla Cross Toyota de R$ 153.390 a R$ 164.190
Corolla Cross Hybrid Toyota de R$ 189.490 a R$ 197.290
T-Cross Highline 250 TSI Volkswagen R$ 145.350
Jetta GLi TSI Volkswagen R$ 192.750
Taos TSI Volkswagen de R$ 162.090 a 190.290

 

Essa é a lista de quinze carros que PCD’s podem ter acesso com descontos nas montadoras.

Veja as opções de carros para PCD de até R$80 mil

Que a nova lei para a atualização do teto para descontos de carros para PCD, já foi aprovada para 2022, isso nós sabemos. E se você deseja um carro de menos valor, veja três opções de carros de até R$80 mil.

Separamos algumas opções de carros que você pode comprar até 2022 e que vai respeitar o teto de R$80 mil reais, então vai garantir a isenção total do IPI e a parcial do ICMS. Confira a lista.

  • Chevrolet Spin LS;
  • Fiat Pulse Drive 1.3;
  • Toyota Yaris Sedan XL Live.

Fogões a lenha: Como escolher o melhor para sua casa?

Os fogões a lenha são dispositivos de aquecimento com os quais você obterá um calor natural, confortável e ecológico em sua casa. Neste artigo infográfico vamos explicar como funcionam os fogões a lenha e o que você deve procurar na hora de escolher o melhor fogão a lenha para suas necessidades.

Uma das principais características dos fogões a lenha é que utilizam uma fonte de energia renovável como a madeira, desde que obtida em condições sustentáveis ​​de corte e replantio.

Seu funcionamento é relativamente simples: o calor é obtido pela queima ou queima de toras de madeira na lareira da salamandra que, dependendo de seu design e do material de que é feita, pode emitir calor por radiação ou por convecção.

A sua instalação dificilmente requer grandes obras, embora seja necessário colocar uma saída de fumos vertical no telhado ou no convés, conforme indicado pela RITE.

São ideais para aquecer ambientes abertos de 25 a 100 m2 como apartamentos ou lofts ou também como complemento de um sistema de aquecimento em zonas mais frias da casa (uma cave, um sótão…).

Também devemos ter em mente que uma distância de segurança de pelo menos 1 metro deve ser deixada entre os fogões e os móveis e cortinas. Se a parede for inflamável (madeira, gesso cartonado) também é aconselhável deixar uma certa distância ou adicionar uma placa de proteção. Acima de tudo, se instalarmos uma lareira de ferro fundido, pois este material emite um calor radiante muito poderoso.

Você pode se interessar por um fogão 5 bocas para você preparar melhor ainda suas comidas.

Os fogões a lenha podem ser feitos de aço ou ferro fundido.  

Fogões a lenha de ferro fundido

Dependendo do material de que são feitos, os fogões a lenha podem ser feitos de aço ou ferro fundido. Os fogões a lenha de ferro fundido são mais robustos, duram mais em perfeitas condições devido à sua alta resistência ao calor.

O ferro fundido é um material com uma inércia muito alta , por isso leva mais tempo para aquecer, mas uma vez quente, o calor dura muito tempo quando o fogão é desligado. Eles emitem calor direto, radiante e constante e, portanto, é recomendável deixar uma distância de segurança maior entre móveis, cortinas e, claro, pessoas. Por esta razão, são uma boa opção para inserir no oco de chaminés antigas em casas de campo.

Além disso, os fogões de ferro fundido destacam-se por sua estética rústica, o que os torna objetos decorativos por direito próprio.

Fogões a lenha de aço

Os fogões de aço têm uma estrutura mais leve, portanto sua inércia é menor. Isso significa que eles aquecem mais rapidamente, mas também esfriam mais cedo quando desligados. Esses tipos de fogões geralmente possuem um material refratário dentro da lareira para amplificar sua capacidade térmica e inércia (como vermiculita ou cerâmica).

Existem ainda as estufas de aço de dupla combustão que otimizam o seu desempenho e reduzem as emissões, aproveitando também o calor dos gases gerados numa segunda combustão que ocorre numa segunda câmara, conseguindo assim rendimentos até 80%.

Lembramos que os fogões a lenha geralmente atingem rendimentos de 70%. Quanto maior o desempenho, menor será o consumo de energia que geraremos.

Os fogões de aço geralmente emitem calor por convecção, ou seja, aquecem o ar e o distribuem por toda a sala, embora também emitam alguma radiação do vidro da lareira.

Fogões a lenha por convecção ou radiação?

Como mencionamos, os fogões a lenha de aço emitem calor por convecção, ou seja. O seu funcionamento é simples: o ar frio entra pela parte inferior da salamandra, é aquecido entre as duas paredes da salamandra e depois sai quente pela parte superior do aparelho e é distribuído em camadas de calor por toda a divisão. No caso dos fogões de convecção, como a troca de calor com o ar frio que entra ocorre dentro do fogão, as paredes dos fogões não queimam ao toque, por isso são mais seguras.

Fogões a lenha de radiação, como fogões a lenha de ferro fundido, no entanto, aquecem objetos na sala diretamente e mais rapidamente. Esses tipos de fogões emitem muito calor direto, então podem queimar quando tocados. Nesse caso, devemos ter muito cuidado com crianças ou animais de estimação que moram na casa.

O ideal é um fogão a lenha que combine convecção com radiação, pois assim teremos um calor mais uniforme em todo o ambiente.

Quantos metros quadrados um fogão a lenha aquece?

Uma salamandra a lenha pode aquecer entre 25 e 120 m2 (aprox.) sempre dependendo da potência da própria salamandra, mas também de outros fatores fundamentais da casa, como o seu isolamento, a zona climática em que se encontra, janelas que tem etc

Fogões a lenha que aquecem os radiadores

Existem também modelos de fogões a lenha que aquecem radiadores de água. Eles são chamados de hidro-fogões ou termo-fogões.

Os hidro fogões funcionam aquecendo um tanque de água que é instalado na parte traseira do fogão a lenha. O fogo gerado aquece este tanque e quando atinge uma determinada temperatura programada em um termostato, aciona uma bomba de circulação de alta eficiência que bombeia a água quente por toda a instalação hidráulica de radiadores. A este sistema pode ser adicionado um acumulador de água quente para armazenamento e posterior utilização de água quente sanitária em chuveiros e torneiras.

Como eles exigem uma grande quantidade de energia para aquecer tanto a sala quanto o tanque de água quente, os fogões hidro são normalmente fogões de ferro fundido.

Como acender um fogão a lenha

Acender um fogão a lenha é uma tarefa muito simples. Em primeiro lugar, recomenda-se aspirar ou recolher os restos de cinzas da ignição anterior com a ajuda da gaveta removível. Essas cinzas podem ser reaproveitadas para fazer compostagem ou como fertilizante para a terra, por exemplo.

Podemos nos ajudar com um produto que acelera a combustão (tabletes de ignição) que colocamos sob os menores troncos de madeira que podemos colocar na forma de uma pira triangular, do menor para o maior.

É muito importante abrir os tubos da chaminé ao fechar a porta do fogão a lenha. O que isso faz é gerar uma corrente de ar de baixo para cima que alimenta o fogo, entrando no ar pelas grades abaixo e saindo pela chaminé.

Quando o fogo pegou bem e a brasa foi gerada, é hora de adicionar toras maiores. Nesta altura podemos fechar as tiragens (a chaminé nunca completamente) para que o fogo não consuma tanto e dure mais.

Manutenção de fogões a lenha

Uma vez que o fogo esteja aceso e o vidro aquecido, é um bom momento para aproveitá-lo e limpá-lo. Devemos limpar a porta de vidro regularmente se quisermos desfrutar da agradável vista do fogo, pois com a fumaça ele tende a escurecer. Se fizermos esta tarefa com o fogo aceso, devemos sempre usar luvas de proteção.

A limpeza do tubo de evacuação de fumos (limpeza de chaminés) deve ser efectuada pelo menos uma vez por ano no final de cada estação. Existem produtos químicos que, quando queimados no mesmo fogão, ajudam a limpar a chaminé.

Como escolher tênis de corrida?

Escolher tênis de corrida não é uma coisa fácil, por ignorância, em muitas ocasiões cometemos um erro gravíssimo, compramos os tênis que gostamos sem saber se são esses que precisamos ou se são os que mais se encaixam no nosso perfil.

Escolher um tênis de corrida que não corresponda às nossas necessidades e ao nosso perfil pode levar a muitos problemas.

Para isso, apresentamos aqui alguns passos básicos que devem ser seguidos para escolher o tênis de corrida que corresponda às nossas necessidades e seja o mais semelhante possível ao nosso perfil de corredores.

Veja também o incrível calçado nike vomero 15 | Qualidade e conforto em um só tênis.

QUAL É O MEU TIPO DE PISO?

Saber o tipo de piso que você tem é algo muito importante a ter em conta na hora de escolher um tênis de corrida. Você deve saber a resposta para estas perguntas:

Que tipo de pegada eu tenho? Sou um corredor neutro? Eu sou um pronador? Ou, pelo contrário, minha pegada é totalmente supinadora?

PISO NEUTRO

Esse tipo de piso é o mais comum entre os corredores, isso não quer dizer que também seja seu. Esses corredores têm um piso completamente plano, para que mantenham as pernas paralelas durante a corrida.

QUE MOVIMENTO UM CORREDOR NEUTRO FAZ NA CORRIDA?

O primeiro apoio na aterrissagem ocorre no calcanhar, esse movimento é transferido para a parte central do pé e o corredor acaba se impulsionando com a parte frontal do pé.

PRONADOR

Apesar do fato de que a grande maioria não tem ideia, muitos corredores são pronadores. Isso leva muitos corredores por desconhecimento a utilizarem um material nesta prática que não atende às suas necessidades.

Esse tipo de corredor tende a correr com as pernas juntas e bater com a parte mais interna do pé, que absorve todo o peso durante o exercício. É comum ver corredores pronados sofrendo uma lesão no joelho devido à rotação do tornozelo.

É importante saber que dentro da pronação existem diferentes graus.

QUE MOVIMENTO FAZ UM CORREDOR PRONADOR NA CORRIDA?

O primeiro apoio na aterrissagem é feito pela parte externa do calcanhar, esse movimento é transferido para a parte direita do pé e acaba sendo impulsionado com a parte frontal mais centralizada do pé.

SUPINADOR

Essa pegada é rara, eles são conhecidos como corredores com arcos altos. Estes correm com as pernas mais afastadas, pelo que o piso é feito com a parte de fora do pé. É muito comum ver corredores com problemas no tornozelo devido ao piso.

QUE MOVIMENTO UM CORREDOR SUPINADOR REALIZA NA CORRIDA?

O primeiro apoio na aterrissagem é feito com a parte externa do calcanhar, esse movimento não é muito diferente de outros tipos de piso. O peso recai na parte lateral tanto na parte central do suporte quanto no empurrão final no antepé.

Por outro lado, saber a altura do arco do pé é essencial. Se você vai praticar corrida como de costume (diariamente ou 4 dias por semana) e com uma carga considerável de quilômetros, é aconselhável fazer um estudo com um podólogo, para conhecer nosso tipo de arco e comprar o tênis de corrida de acordo para ele. nossas características.

Conhecer nosso tipo de arco e nosso piso será um fator muito importante para determinar qual sapato devemos escolher.

O MEU PESO INFLUENCIA NA ESCOLHA DE UM SAPATO?

A resposta é clara, é claro. Dependendo do seu peso, o tênis de corrida terá que ter certas características. Na tabela a seguir resumimos tudo:

tipo de corredor Peso no homem Peso em mulheres tipo de sapato
Peso leve menos de 65kg menos de 50kg ·         sapato flexível

·         Sapato misto válido tanto para corrida como para treino.

Peso medio Até 75-80kg até 60kg ·         Sapato com mais amortecimento do que em peso leve.
Até 90kg Até 90kg Até 75kg ·         Sapato com bom amortecimento.

·         Solado médio largo.

·         É importante que o sapato seja capaz de absorver o máximo de impacto possível durante a corrida.

Peso pesado Mais de 90kg Mais de 75kg ·         Sapato com amortecimento considerável capaz de absorver o impacto durante a corrida.

·         Ótimo calcanhar e controle de pé interno.

QUE RITMO VOCÊ ESTÁ EXECUTANDO?

Treinar em altas taxas (4min/km) não é o mesmo que treinar em baixas taxas (5,30min/km).

Uma vez esclarecido isso, se meu treino vai ser em alta, minha busca é me movimentar com tênis leves (devemos sempre levar em consideração nosso peso). Mas se meu ritmo for baixo, em torno de 5,30 min/km, teríamos que optar por tênis de corrida com amortecimento e estabilidade.

EM QUE SUPERFÍCIE VOU CORRER?

Seu sapato deve ser o certo para o terreno em que você vai praticar. Se vai correr em superfícies diferentes dependendo do treino que faz, é aconselhável usar o calçado adequado para cada uma delas.

Se você corre no asfalto, deve levar em consideração duas coisas:

  • O amortecimento.
  • A sola, que é resistente ao atrito do asfalto e tem boa aderência.

Se a sua escolha for a montanha, deve optar pelo calçado Trail, que lhe proporciona um bom suporte, tração, estabilidade e proteção. A sola adapta-se perfeitamente a estes terrenos, possuem pitões para dar maior aderência e segurança à nossa corrida. Algo que devemos levar em consideração é que esses sapatos não funcionam bem no asfalto.

É IMPORTANTE SABER ESCOLHER O TAMANHO?

O tênis de corrida em hipótese alguma deve ser justo/pequeno ou pelo contrário deve sobrar muito espaço entre a ponta do polegar até o início do tênis. Recomenda-se sempre escolher o sapato com uma margem de 0,5cm de comprimento, pois durante a prática nosso pé dilata e isso pode causar dores e lesões desnecessárias.

OUTROS ASPECTOS A TER EM CONTA:

Tendo em conta tudo o que precede, não devemos esquecer certas coisas que são ainda menos importantes. Dependendo do nosso (se é largo ou estreito) devemos escolher bem a forma do sapato, se é uma forma larga ou estreita, não cometamos o erro de escolher um sapato que não caiba no nosso pé.

Algo que devemos lembrar são as lesões, tanto as antigas (não menos importantes que as atuais ou mais recentes) quanto as recentes, nunca devemos negligenciá-las, especialmente se tivemos problemas graves no joelho, tornozelo ou costas.

Diferenças entre batedeira e amassadeira | Qual escolher?

Batedeiras e batedeiras são algumas das principais ferramentas para padarias, pizzarias, confeitarias. Tê-los é essencial porque facilita o preparo da massa, o que economiza muito tempo e esforço.

Se você tem um negócio em que precisa cozinhar com massa, precisará de uma boa máquina para fazê-lo da maneira mais eficaz possível. Dessa forma, você não terá tantos atrasos quanto quando bate ou amassa com a mão.

Mas o que escolher? Um misturador ou um misturador? Embora muitas vezes sejam muito confundidos, cada um possui características diferentes que o tornam melhor para cada situação. Aqui te contamos quais são as qualidades e vantagens de cada um.

Características de um misturador

Um misturador é uma ferramenta de cozinha que é capaz de mexer ou amassar uma mistura densa ou espessa. Eles usam um gancho espiral que é conectado a um braço mecânico.

Por terem apenas um acessório batedor, uma batedeira vermelha é perfeita para fazer pizza ou pão. Além disso, eles têm uma característica particular, e é que enquanto o gancho de mistura se move, o mesmo acontece com o recipiente de mistura.

Isso garante que uma parte da massa se mova por todo o recipiente e seja amassada da melhor maneira possível. O resultado é uma massa muito bem misturada e compacta, portanto uma batedeira é perfeita para misturar grandes quantidades de ingredientes.

Por exemplo, ele pode fazer massa de biscoito e bolo perfeitamente, no entanto, não é uma boa ideia usá-lo para fazer shakes leves.

Características de um liquidificador

Uma batedeira, ao contrário da batedeira, pode misturar ou bater conteúdo menos espesso. Isso é alcançado graças ao fato de que, dependendo do tipo de gancho, a mistura atinge o gancho uniformemente.

Além disso, o recipiente onde a mistura é colocada é maior e possuem maior número de acessórios. Você também pode regular a velocidade das revoluções dependendo do conteúdo que deseja misturar, o que permite ter mais níveis de mistura da massa.

Graças à sua variedade de acessórios, uma batedeira não serve apenas para preparar merengues, claras de ovos, chantilly e outros cremes macios, mas também pode obter misturas perfeitas para trabalhar com massas de maior consistência: como as necessárias para cozinhar pizzas, pão e biscoitos.

Em suma, uma batedeira será mais útil para misturar e homogeneizar os ingredientes escolhidos, pois permite transformá-los em uma massa com características perfeitamente definidas e compactas. Ideal para misturas espessas. Por outro lado, um misturador é mais eficaz para misturas mais líquidas ou com pouca densidade.

Lousa digital preço

LOUSA DIGITAL PREÇO: VEJA O PORQUÊ DO VALOR AGREGADO

Se você está procurando mais informações sobre lousa digital preço, então este artigo é para você.

No artigo de hoje, explicamos o que é uma lousa digital, que tipo de tecnologia é usada e o valor agregado ao ensino para transformá-lo completamente.

Para saber mais sobre o tema, siga este artigo até o final.

Lousa digital: O que é?

Antes de mais nada, é importante entender o que é uma lousa digital para que possamos falar sobre sua utilidade e como ela funciona.

Portanto, uma lousa digital é um dispositivo tecnológico semelhante a uma tela de computador, porém maior e mais delicada ao toque.

Podemos dizer também que este dispositivo pode ser entendido como uma espécie de lousa interativa, permitindo tocar e reproduzir as seguintes mídias:

 

  • Ilustrações;
  • Textos e gráficos;
  • Mapas;
  • Animações;
  • Livros digitais.
  • Imagens e vídeos;
  • Slides;

 

Além disso, a lousa digital também permite o acesso à internet através de um navegador específico, permitindo que o professor acesse a internet e complemente as aulas de forma criativa e dinâmica.

Isso significa que você pode ministrar suas aulas conforme planejado e conforme necessário, você pode acessar a internet para demonstrar um vídeo, imagem ou até mesmo um conceito interessante e relevante para a turma.

É importante lembrar, porém, que essa tecnologia não se limita à sala de aula, é esse espaço que vai muito além disso.

Assim, é possível utilizá-lo para diversas ocasiões, como reuniões de negócios, videoconferências, eventos e videocursos, facilitando todo o processo de ensino e aprendizagem.

 

Lousa digital como ela agrega no ensino

Um dos maiores impactos da lousa digital preço no processo de ensino-aprendizagem é sua aplicação em diversos ambientes, como salas de aula, palestras, reuniões e outros eventos.

Através da lousa digital é possível criar apresentações multimídia de grande impacto, que envolve os alunos e incentiva sua participação ativa, se identifica com as tecnologias e o método de ensino.

Quais as tecnologias por trás da lousa digital

De uma forma muito simples, a lousa digital possui uma série de tecnologias, tanto visuais quanto multimídia, para tornar o processo educacional mais rico.

Em primeiro lugar, é importante lembrar que a lousa digital é totalmente interativa, ou seja, que as imagens podem ser ampliadas, desmontadas e explicadas de forma interativa.

Além disso, a lousa digital também tem acesso à internet onde você pode criar links dentro de suas anotações e aulas e utilizá-los simplesmente clicando na lousa.

E Por falar em toque, a lousa digital possui tecnologia touchscreen que reconhece o toque e permite diversas ações como: Cliques na tela, imagens e links.

Escolhendo a melhor lousa digital para mim?

Para quem busca o termo lousa digital preço e quer saber se realmente vale a pena ou como escolher a melhor lousa, há algumas coisas que são importantes a se considerar.

Antes de mais nada, vale a pena pensar como ira aplicar seu conteúdo para seus alunos levando em consideração a individualidade de cada um e suas necessidades de acordo com o plano de aula.

Além disso, é importante considerar a idade de seus alunos e quais atividades serão feitas com o quadro para torná-lo parte de todo o processo de ensino.

Aqui é ideal desenvolver estratégias para o uso diário do quadro no ambiente escolar para pensar na melhor opção.

Após esse momento é importante pense no espaço que sua sala de aula tem, pois a lousa digital é de tamanho razoável na maioria das vezes e pode ocupar algum espaço.

Portanto, é importante medir a sala de aula para obter uma boa escolha mas não é só o tamanho do quadro que indica se é o melhor ou não.

É importante levar em consideração as especificações da lousa digital e os recursos oferecidos para garantir que ele atenda às necessidades de sua sala de aula ou até mesmo de seu treinamento.

Detalhes como acabamento, qualidade do material e outros detalhes também devem ser avaliados para que você faça uma boa compra.

Outro ponto importante na escolha da melhor lousa digital é avaliar se a empresa oferece suporte técnico e suporte de pós-venda para garantir que você use a lousa digital corretamente e tenha todo apoio necessário para utiliza-la

Conclusão

Na hora de buscar pelo termo lousa digital preço, é importante considerar outros detalhes como: Qualidade do material, economia, suporte técnico e uso em sala de aula.

Bem, sejamos sinceros: uma lousa digital só traz resultados reais se for usado de forma eficaz no processo de aprendizagem.

Por isso, conte com a MOVPLAN, para ajudá-lo a escolher sua lousa digital e investir em educação.

A moda das panelas e frigideiras de ferro voltou com tudo

A moda das panelas e frigideiras de ferro voltou com tudo

Você, provavelmente, já ouviu falar em panela de ferro, certo? O que, provavelmente, você não sabe, é o quanto essas panelas são incríveis e a quantidade de benefícios que elas possuem.

Usadas para o preparo de caldos, ensopados, carnes, peixes e até massas, as panelas de ferro fizeram muito sucesso algumas décadas atrás, e agora voltaram com tudo, fazendo a cabeça das donas de casa e de cozinheiros amadores e profissionais. Conheça agora todas as características da panela de ferro e porque sua popularidade voltou a crescer nos últimos anos.

O que é uma panela de ferro?

As panelas de ferro são panelas feitas completamente de ferro, seja ele fundido ou não. Elas são conhecidas por deixar os preparos mais saborosos e atingir altas temperaturas sem que sofram dano. As panelas de ferro também possuem alta durabilidade e podem ser usadas por muito mais tempo do que as panelas comuns, são tão resistentes que são passadas de geração a geração em algumas famílias. 

A cozinha é um lugar mágico, especial e acolhedor. É ao redor da mesa que as famílias compartilham histórias, risadas, momentos de união e amor, e o alimento é o elo que une todas essas coisas.

Preparar esses alimentos em panelas que tenham pertencido à mãe, avó ou outra pessoa importante na família carrega ainda mais sentido e torna tudo ainda mais especial. Sabe-se que a cozinha e os alimentos têm valor afetivo, e as panelas de ferro tornam esse valor palpável.

O uso tradicional da panela de ferro nas décadas passadas

Antigamente, o uso da panela de ferro era unânime. Não havia muitas alternativas a não ser usá-las todos os dias na cozinha. Esse uso explica-se pelo fato de as cozinhas serem equipadas, em sua grande maioria, por fogões à lenha.

Cozinhar à lenha é completamente diferente de cozinhar em um fogão a gás, por exemplo, e isso exigia um preparo prévio, por segurança e para que os alimentos pudessem ser preparados de forma adequada. O fogão a lenha possui uma chama muito mais intensa, exposta, e aquece rapidamente a panela e os alimentos.

Usar panelas de alumínio, por exemplo, em um fogão a lenha, expõe ao grande risco de queimaduras no manuseio das panelas e à queima do alimento, pois o alumínio aquece muito rapidamente. 

As panelas de ferro atingem altas temperaturas também, porém de forma gradual e lenta. Dessa forma, os alimentos levam mais tempo para serem preparados, porém é possível controlar esse cozimento de forma mais simples, ou seja, a chance de o alimento queimar é muito menor.

Sem contar que esse cozimento mais lento faz com que os alimentos se tornem ainda mais saborosos, pois os temperos se incorporam nos preparos e deixa-os muito mais gostosos.

O que mudou na cozinha moderna?

Não é possível saber em que momento exatamente as panelas de ferro caíram em desuso, mas isso se deve em grande parte ao fato de o fogão a gás ter se tornado a alternativa principal, mais prática e comum nas cozinhas de todo o Brasil. Cozinhar em um fogão a lenha exigia um grande preparo, a coleta de lenha, o trabalho de acendê-las etc, e tudo isso era bastante trabalhoso.

Então, com tantas tarefas surgindo e tantas responsabilidades se acumulando, a alternativa foi recorrer a algo mais prático e de uso simples, como os fogões convencionais conhecidos atualmente. Nesses fogões, usar uma panela de ferro parecia algo incabível, ou algo que não se encaixava muito bem. Nesse momento foram surgindo panelas de aço inox, antiaderente, teflon e muito mais.

Não dá pra negar que tudo isso está diretamente ligado com a rotina exacerbada que a sociedade leva hoje, com cada vez menos tempo a ser perdido – ou dedicado – no preparo dos alimentos por exemplo. Assim, a panela de ferro se tornou um item de decoração, ou sinônimo de vida interiorana e rural.

Assim como na moda, na culinária alguns detalhes nunca devem cair em desuso

Seja em panela de ferro, barro, inox ou qualquer outro material, existe algo que nunca deve sair de uso na cozinha: o sabor agradável dos alimentos. De fato, isso nunca mudou, e desde sempre é o grande objetivo de todos os preparos. Visto isso, algumas pessoas decidiram então, resgatar o uso das panelas de ferro, afinal nada melhor do que contar com a ajuda de utensílios para tornar os alimentos ainda melhores.

E como muitos costumes antigos vêm retornando, e a “moda” vem se transformando, o uso da panela de ferro, gradativamente, vem se tornando comum novamente. Muitas pessoas já substituíram suas panelas e frigideiras antiaderentes pelas boas e velhas panelas de ferro, com antiaderência natural, durabilidade, força e peculiaridade.

A panela de ferro e as frigideiras atualmente são encontradas com facilidade para a comercialização, e são vendidas em conjuntos, como forma de incentivo ao uso em todos os preparos. Os benefícios são inúmeros: facilidade de limpeza, durabilidade, qualidade, e ainda traz benefícios para a saúde, pois transfere uma agradável quantidade de ferro para os alimentos. 

Sem dúvida, a panela de ferro será vista com muito mais frequência nas cozinhas brasileiras, sejam elas amadoras ou profissionais, pois o que é bom, de fato, nunca deve sair de moda!

Dicas para contratar seu advogado de família

Processos de divórcio, pedidos de alimentos, preparação de contrato de casamento, processos de paternidade, violência doméstica, conflitos sucessórios… No entanto, entre os muitos advogados competentes nesta área, é difícil escolher.

Quando você deve chamar um advogado da família?

Em alguns casos, é obrigatório o recurso a um advogado para representação em tribunal, bem como em todos os casos de divórcio. Este é o caso perante o tribunal superior. Em outros casos que tratam de questões como pensão alimentícia, não é obrigatório, embora o ajude durante todo o procedimento.

Veja também um guia completo sobre holding familiar

Advogado especialista ou generalista: qual a diferença?

Há advogados gerais e advogados especializados.

Em princípio, os advogados generalistas atuam em todas as áreas jurídicas; no entanto, na realidade, cada um tem suas próprias áreas de especialização. Se o seu caso envolve várias áreas do direito (direito de família, direito juvenil, direito penal, direito imobiliário, etc.), pode ser conveniente recorrer a um advogado geral.

Os advogados especializados obtêm um certificado de especialização após a obtenção do diploma de direito. Há uma especialização em direito pessoal, que abrange direito de família, menores e direito sucessório. Se o seu problema jurídico for muito focado no direito de família e, sobretudo, se for muito específico e complexo, um advogado especializado pode ser uma boa escolha.

Como posso encontrar meu advogado?

O boca a boca pode ser uma boa maneira de escolher um advogado: contratar um advogado que você conhece ou que lhe foi recomendado pode ser tranquilizador.

No entanto, tome cuidado para não escolher um advogado muito próximo de você: ir a um advogado porque ele é seu amigo ou um membro da sua família pode ser uma péssima ideia (especialmente se ele não for especializado em direito de família): ele pode não ter a distância e objetividade necessárias para permitir que ele trate seu caso da melhor maneira possível, e você pode estar mais relutante em confiar a ele certos elementos e informações.

Em geral, você deve escolher um advogado desconhecido que seja competente em direito de família e não um advogado especializado em outra área que você já ouviu falar: o direito de família, como qualquer área do direito, é um campo específico. Embora um advogado tenha conhecimentos básicos de direito e possa, portanto, entender um assunto fora de sua especialidade, ele dominará as sutilezas e a jurisprudência menos do que um especialista e, acima de tudo, gastará muito mais tempo com isso, o que aumentará sua conta de acordo . .

  • Páginas da Web: alguns advogados têm páginas da Web muito completas, nas quais explicam como trabalham, os advogados de sua equipe e suas habilidades.
  • Listas e diretórios profissionais: os advogados são agrupados por associações: portanto, você pode encontrar uma lista de advogados competentes e suas especialidades no foro local de sua cidade, na prefeitura ou na Ordem dos Advogados mais próxima de sua residência. Não é obrigado a contratar um advogado da Ordem dos Advogados mais próximo do seu domicílio: no entanto, se estiver no âmbito da representação obrigatória, deve escolher um advogado requerente inscrito na Ordem dos Advogados do tribunal onde vai julgar o seu caso para realizar a documentação necessária e representá-lo em tribunal.
  • Plataformas jurídicas online: alguns sites oferecem-lhe o contato com advogados especializados com quem estão associados, normalmente a preços muito vantajosos e com um tempo de resposta otimizado. A vantagem deste serviço é que você pode obter um contato inicial e aconselhamento por telefone antes de decidir se continua seu relacionamento com o advogado.

Honorários de um advogado de família: compostos a tempo ou fixos?

Em sua primeira reunião, a questão dos honorários deve ser discutida e um acordo de honorários elaborado (se você escolher este advogado). O advogado pode ser pago de acordo com o tempo despendido de acordo com uma taxa horária pré-definida (que varia muito de um advogado para outro) ou com base em uma taxa fixa. Este último método tem a vantagem de lhe permitir saber antecipadamente o valor que terá de pagar, mas é utilizado principalmente para procedimentos que provavelmente não serão incertos (divórcio por mútuo consentimento, por exemplo).

Esses honorários podem ser acompanhados de honorários por resultados: no entanto, é impossível pagar ao advogado apenas com base no resultado obtido, pois este só pode ser um complemento dos honorários.

Em geral, você deve escolher um advogado com quem se sinta confortável: o direito de família é um campo pessoal, e você terá que confiar nele muitas coisas, às vezes delicadas, para que ele possa aconselhá-lo e defendê-lo melhor.

Como preparar uma entrevista de emprego? Tipos de entrevista, dicas e erros mais frequentes

Se você está lendo este artigo é porque é sua primeira entrevista de emprego ou em breve você terá uma. Seja o que for, a seguir explicaremos como você deve se preparar para uma entrevista de emprego e algumas dicas e erros a serem evitados durante esse popular processo de seleção.

O que são entrevistas de emprego?

Todo mundo passa por um processo de seleção em algum momento da vida. Agora, estamos preparados para entrevistas de emprego?

Você fez o seu curriculum vitae , consultou as ofertas de emprego e decidiu candidatar-se a uma delas. O departamento de Recursos Humanos gostou do seu perfil, mas quer saber mais e entrar em contato com você para uma reunião. Chegou o momento. Aqui começa sua carreira para o trabalho.

A entrevista de emprego é uma das ferramentas mais utilizadas pelos recrutadores (gerente de RH) nos processos seletivos. Nessas conversas, os entrevistadores tiram dúvidas sobre o perfil e a experiência dos candidatos e testam suas atitudes e aptidões para ver se eles se encaixam no cargo que a empresa exige.

Objetivo de uma entrevista laboral

O objetivo da entrevista de emprego é bastante relativo, pois dependerá das intenções da empresa. Você deve ter em mente o quanto é importante que seu perfil se encaixe no que a empresa deseja, bem como que a oferta de trabalho se encaixe no que você considera adequado.

Por sua vez, o entrevistador tem como objetivo encontrar o candidato ideal para o cargo . Por isso, devem conhecer a sua candidatura, ou seja, conhecer o seu percurso profissional, conhecer as suas aptidões pessoais, contrastar a informação do CV com o seu testemunho e recomendações que forneceu anteriormente.

Em vez disso, seu objetivo será mais persuasivo . Você deve se apresentar como a pessoa ideal para o trabalho, demonstrando grande interesse e motivação . É muito importante que você aproveite ao máximo o tempo da entrevista demonstrando suas habilidades e habilidades . Isso sim, sem esquecer em momento algum que se trata de uma conversa de mão dupla e que é preciso certificar-se de que as condições de trabalho correspondem às suas expectativas profissionais. Embora pareça óbvio, muitas vezes esquecemos que somos um sujeito ativo no processo de seleção.

ENTREVISTA INDIVIDUAL

Na maioria dos processos seletivos, os recrutadores entram em contato previamente com os candidatos por telefone para agendar a entrevista e fazer uma avaliação inicial do candidato.

Na entrevista individual , geralmente participam um entrevistador e um entrevistado , embora em algumas situações seja possível que você se encontre com dois entrevistadores em duas fases diferentes do processo, ou ao mesmo tempo. Nesse caso, você deve estar calmo e relaxado, pois uma pessoa ficará encarregada de responder o questionário ou conduzir a conversa, enquanto a segunda pessoa analisará a linguagem não corporal e as possíveis reações.

ENTREVISTA GRUPAL

A dinâmica de grupo é um recurso ideal para os recrutadores . Isso permite que eles vejam como os candidatos se dão bem com outras pessoas. Além disso, permite avaliar habilidades de liderança, criatividade, participação, capacidade de reação, iniciativa e imaginação.

Geralmente é realizado com no máximo 10 candidatos que são apresentados a uma situação hipotética que devem resolver em equipe. É o momento ideal para demonstrar o potencial do seu perfil, por isso você deve evitar monopolizar a discussão, ouvir com atenção os colegas e recrutadores , além de controlar seus nervos e não julgar as opiniões ou contribuições de outros candidatos.

Você tem a opção de contratar uma empresa especializada em recolocação profissional para reformular o seu currículo e deixar ele mais atrativo.

Tipos de abordagem em uma entrevista de emprego 

Outro dos critérios com os quais podemos classificar as entrevistas de emprego é o tipo de abordagem, ou seja, como a conversa ou diálogo é suscitado durante a entrevista entre o entrevistador e o(s) entrevistado(s).

DIRIGIDA 

As entrevistas dirigidas são aquelas em que os entrevistados seguem um padrão de perguntas pré-determinado pelo entrevistador . Normalmente, eles tendem a seguir o mesmo roteiro para todos os candidatos . As entrevistas dirigidas podem ser estruturadas , quando possuem um roteiro rígido que serve para obter pontuações com base nas respostas dos entrevistados; ou semiestruturada (mista) , a entrevista é mais flexível e permite ao entrevistador formular o teste de forma mais criativa.

LIVRE 

Dependendo do jeito de ser dos candidatos, as entrevistas gratuitas podem ser uma faca de dois gumes. Esse tipo de teste lhe dará todo o destaque, então você será o único a marcar os tópicos da conversa durante a entrevista . Oque quer dizer? O entrevistador aparecerá como um sujeito passivo e lhe dará o controle do curso da conversa. Será fundamental que você articule bem o seu discurso e sempre consiga relacionar suas habilidades, atitudes e experiência com as demandas da oferta . As perguntas serão muito mais abertas, então você deve tentar não divagar e aprimorar seu perfil o tempo todo.

POR COMPETENCIAS

Nesse tipo de entrevista, o recrutador pergunta sobre aspectos do candidato com os quais pode saber mais sobre suas conquistas, pontos fortes e fracos . Essa abordagem também permite saber mais sobre quais habilidades e habilidades o candidato pode trazer para o trabalho. Com esta abordagem, o entrevistador será capaz de avaliar comportamentos, habilidades e conhecimentos. Para saber se a resposta é a esperada, o entrevistador utilizará o método STAR : situação, tarefa, ação e resultado .

Formatos de entrevista

Além do foco e do número de participantes, uma entrevista pode ocorrer em várias plataformas. A situação atual tem promovido a implementação de dispositivos e ferramentas digitais para manter contato com o candidato, mantendo as medidas de segurança. Isso tornou as entrevistas por videochamadas ou o uso de questionários automatizados em vídeo outra fase do processo de seleção.

Ainda assim, as entrevistas telefónicas e presenciais continuam a ser essenciais na hora de selecionar candidatos e encontrar o candidato ideal.

Perfil do entrevistador

Ao realizar a entrevista poderá conhecer um ou mais entrevistadores, com perfis muito diversos. Pode ser que, diretamente, o processo seletivo seja realizado por uma empresa dedicada a ele . Nesse caso, eles medirão o nível de treinamento, sua personalidade e seu grau de motivação. Normalmente, esta situação ocorre normalmente nas fases iniciais do processo e é nas fases mais avançadas que o responsável pelos recursos humanos ou o gestor do departamento e CEO da empresa têm contacto direto com os candidatos finalistas.

Tipos de testes profissionais ou de conhecimento

A entrevista de emprego pode ser estruturada de várias maneiras e pode incorporar alguns testes práticos para serem realizados no local. Estes exercícios servem para conhecer a psicologia e a personalidade dos candidatos , bem como para avaliar as suas aptidões e conhecimentos. Alguns dos mais comuns são:

  • Testes de conhecimento de múltipla escolha (psicotécnicos).
  • Teste de personalidade.
  • Exercícios práticos sobre situações hipotéticas a realizar com o tempo ou durante a própria entrevista.
  • Teste de idioma.
  • Situação.
  • Exercício de computador.

Como se preparar para uma entrevista 

Agora que você já sabe o que é uma entrevista de emprego, os tipos e modalidades que existem, bem como sua estrutura, lembre-se das dicas a seguir para antes, durante e depois da entrevista.

ANTES DE EMPEZAR

  • Cuide da informação fornecida pelo seu CV indicando datas, funções e empresas. Lembre-se de trazer uma cópia física para o dia da entrevista.
  • Sempre que terminar sua experiência em um emprego, peça cartas de recomendação e referências para futuras entrevistas.
  • Antecipe o percurso que terá de fazer durante o dia da entrevista para evitar possíveis atrasos.
  • Você deve saber o nome da pessoa que irá entrevistá-lo para que possa solicitá-lo quando chegar à recepção no dia da prova.
  • Conheça a empresa e seu FIT corporativo (cultura corporativa: modelo de negócio, missão, visão e valores). É essencial que eles vejam que você se documentou e que você se interessou pela atividade deles.
  • Prepare respostas para possíveis perguntas para ganhar segurança e confiança na entrevista. Durante sua preparação, pesquise perfis online semelhantes ao solicitado na vaga. Isso o ajudará a focar seu discurso no que se espera que seja encontrado, destacando seus pontos fortes. Além disso, ajudará você a transformar suas fraquezas em oportunidades de melhoria.
  • Pense nas roupas que você vai usar durante esse dia. Cuidar da sua imagem pessoal é um dos aspectos mais importantes para causar uma boa impressão.

Tópicos sensíveis e perguntas impertinentes ou irrelevantes em uma entrevista

Como já mencionamos antes, em uma entrevista o seu papel também é importante. Como sujeito ativo, você tem o direito de responder às perguntas como achar melhor e de se recusar a fazê-lo se não forem pertinentes. Nem tudo vale, e há dúvidas sobre aspectos pessoais que as empresas não precisam saber. Além dessas situações, durante a entrevista eles podem lidar com certos assuntos delicados sobre os quais você deve estar preparado para não cair na paralisia.

Falta de experiência

As primeiras entrevistas quando você não tem experiência de trabalho costumam ser um grande desafio. Para fazer isso, você deve reverter a situação e aumentar sua motivação e iniciativa.

Nesse caso, a carta de apresentação será sua atitude e predisposição . Destaque seu entusiasmo e seu desejo de colocar seus conhecimentos em prática.

Demissões ou más experiências de trabalho

Outro dos temas que são abordados em uma entrevista é a carreira profissional. Há casos em que os candidatos trabalharam em poucos lugares e outros em que houve muita rotatividade. O entrevistador não conhece sua história, por isso é importante ser sincero e honesto ao discutir demissões ou outras experiências ruins de carreira. Para isso, lembre-se de contar a história, mas sem prejudicar a imagem da antiga empresa ou dos colegas de trabalho. Evite fazer julgamentos de valor.

Perguntas pessoais ilegais

Este é possivelmente um dos momentos mais difíceis durante uma entrevista de emprego. Muitas vezes, por desconhecimento, respondemos a perguntas que nada têm a ver com o trabalho. Lembre-se que por lei existe um tipo de perguntas que você pode se recusar a responder e que são até denunciáveis. Você não precisa falar se mora sozinho, como casal, se é casado ou solteiro, bem como sobre suas ideologias políticas ou convicções religiosas. Perguntas sobre religião, raça e orientação sexual são consideradas ilegais em um processo seletivo.

Minutos antes da entrevista

Antes de iniciar qualquer entrevista de emprego, os minutos anteriores demoram uma eternidade. Sem problemas. É normal você se sentir nervoso e questionar tudo. Para o grande dia deve ter em conta as seguintes dicas:

  • Tenha uma boa noite de descanso. Se você é uma pessoa muito nervosa, tente fazer exercícios ou beber infusões para diminuir o estado de ansiedade que a situação pode gerar.
  • Cuide de sua higiene pessoal. A primeira impressão pode determinar o curso da entrevista.
  • Use roupas apropriadas, mas ainda seja você mesmo. Claro, esqueça acessórios como chapéus ou óculos de sol.
  • A pontualidade é essencial para causar uma boa primeira impressão. Tente chegar com 5 a 10 minutos de antecedência para se posicionar e mostrar comprometimento.
  • Desligue qualquer dispositivo eletrônico que possa interromper a entrevista (smartwatches, telefones celulares…).

Durante a entrevista

  • Tente ficar calmo e relaxado.
  • Cumprimente os entrevistadores com confiança. Você deve ser educado em todos os momentos e não usar tuteo, se eles não pedirem.
  • Toda vez que você questionar o entrevistador, chame-o pelo nome, isso ajudará a conversa a ser mais próxima e fluida.
  • Seja sempre você sendo natural e amigável. Não force personalidades que você não tem. Isso pode ser mais prejudicial do que positivo.
  • Você deve ser simpático e mostrar-se com uma atitude predisposta durante as perguntas.
  • Preste atenção em tudo o que o entrevistador diz, evite interromper e mantenha sempre os olhos.
  • Em seu discurso, evite palavras como nunca, nunca ou sempre.
  • Além de responder ao entrevistador, lembre-se de que você tem um papel ativo na conversa. Seja claro sobre seus objetivos profissionais e pergunte sobre tudo que você considera importante.

A entrevista acabou… e agora?

Embora a entrevista tenha terminado, você deve continuar trabalhando. Tente levar o seu tempo para analisar e refletir sobre como foi. Aprenda com os erros e aprecie os aspectos positivos.

Nessa situação, pode ser que eles respondam depois de alguns dias, ou que, diretamente, você nunca mais tenha notícias deles. Em ambos os casos, caso você não seja o candidato escolhido, é recomendável que pergunte os motivos para se aprimorar em futuras entrevistas.

Se a empresa não entrar em contato com você depois de um tempo, você pode entrar em contato perguntando sobre o andamento do processo e sua solicitação . Muitas vezes não pedimos por medo, e você deve estar ciente de que seu tempo também é valioso.

Perguntas mais frequentes

  • Conte-nos sobre você e sua carreira
  • Conte-nos 3 qualidades e fraquezas sobre você
  • O que essa posição significa para você?
  • Conte-nos sobre uma situação que deu errado para você no trabalho e como você aprendeu com isso
  • Conte-me sobre uma situação estressante para você e como você lidou com isso
  • Gostas de trabalhar em equipa ou preferes individualmente?
  • Como você age em uma situação de desacordo com seu chefe?
  • Qual foi a sua maior realização profissional?
  • Por que você quer mudar?
  • Por que você estudou…?
  • Por que você quer trabalhar em nossa empresa?
  • O que você mais gosta neste trabalho?
  • Por que você mudou tanto de empresa?
  • Onde você se vê daqui a 5 anos?
  • Qual é o seu salário desejado?
  • Quais ferramentas você manipula?
  • O que você sabe sobre a nossa companhia?

Agora que você já sabe o que as empresas valorizam na hora de realizar uma entrevista de emprego, prepare a sua e mostre que você é o candidato ideal.

E-mail profissional: 5 dicas para comunicação profissional por e-mail

E-mail profissional: 5 dicas para comunicação profissional por e-mail

Mais de 215 bilhões de e-mails comerciais são enviados e recebidos todos os anos – o correio eletrônico é incontrolável. Quem envia e-mails para o trabalho deve, como acontece com o correio comercial em papel timbrado, também prestar atenção ao formulário, pois com a comunicação por e-mail você pode fazer muita coisa certa e ainda mais errada.

O endereço de e-mail como figura de proa

Antes de enviar um e-mail profissional, você deve obter um endereço de e-mail respeitável. Para ser franco: os endereços como Yahoo são proibidos na vida profissional (não por lei), porque você tem a impressão de que não deu muita atenção ao seu negócio. 

Ao pesquisar um nome, não se deve usar apelidos ou piadas. Qualquer um que use siggi.wuschel@gmx.br não será levado a sério. É melhor se você optar por um endereço de e-mail com seu próprio nome de domínio, como doreen.haller@berlinjob.br. Pergunte a grandes provedores como 1&1 e verifique quais endereços de e-mail ainda estão disponíveis. Geralmente é menos complicado do que você pensa.

A linha de assunto deve ser significativa

Quem envia um e-mail comercial deve ir direto ao assunto, ou seja, informar ao destinatário de forma breve e concisa do que se trata o e-mail. Se a linha de assunto for significativa, o destinatário poderá encontrá-la mais rapidamente ao pesquisar um e-mail – mesmo que não se lembre imediatamente do nome do remetente. 

Uma linha de assunto significativa parece profissional e não parece uma “solicitação de tempo livre”. Muitos clientes de e-mail também permitem que você defina um lembrete caso tenha esquecido a linha de assunto.

Se você não chegar ao ponto, você acaba no cesto de papéis

Nos negócios de hoje, tantos e-mails são recebidos que as caixas de entrada de e-mail estão transbordando. A saudação é tão importante quanto uma carta em papel, mas se você não quer arriscar que sua correspondência vá parar no lixo imediatamente, deve ir direto ao ponto na primeira frase e evitar a todo custo longas apresentações. Resuma todas as informações importantes e formulá-las de forma breve e clara. E use uma saudação educada no final

A assinatura é profissional é exigida

No caso de um e-mail comercial, é essencial garantir que a assinatura no final do e-mail esteja correta. O nome da empresa e do responsável e o endereço comercial não podem faltar – são obrigatórios! 

Os anexos devem ter nomes curtos

Muitos e-mails hoje são enviados em transações comerciais com anexos que contêm fotos ou documentos. O e-mail deve informar ao destinatário que o e-mail possui anexos. 

Os documentos anexos também devem ser mantidos o menor possível, ou seja, enviados em formato compactado (máximo de 3 a 4 MB). Os arquivos PDF são os melhores, pois a maioria dos programas de e-mail enviam esse formato sem problemas. Existe a possibilidade de ter um e-mail profissional gratuito, é saber procurar e analisar bem!