Empréstimo Pessoal: O que é um Empréstimo Pessoal?

Alguns conceitos podem ser úteis por toda a vida, seja na sua ou na dos seus familiares. Um exemplo são os empréstimos. Em meio aos cenários recentes de instabilidades e crises financeiras nacionais, as solicitações de crédito têm sido uma grande atração para a resolução fácil de dívidas ou de aquisição de bens e serviços.

No empréstimo você não precisa informar ao banco ou outro tipo de instituição financeira o destino do crédito que deseja, como se faz no financiamento. Enquanto isso, o empréstimo pessoal — também chamado de crédito pessoal — é uma categoria de empréstimo própria para clientes de bancos.

Antes de explorarmos o empréstimo pessoal, saiba que a opção mais aconselhada pelos estudiosos das finanças é o uso de uma reserva ou de investimentos. Mesmo com o empréstimo pessoal, a existência dos juros pode fazer você perder mais ainda o controle financeiro.

Entretanto, o empréstimo pessoal ainda é uma opção muito superior ao cheque especial, por exemplo, então não deixe de pedir um empréstimo em casos de emergência. É senso comum que se endividar não é bem o desejo de ninguém, mas o uso de cheques ou até partir para a usura, está fora de questão.

Vantagens do empréstimo pessoal

  • A aprovação desse tipo de empréstimo, de maneira geral, é bem rápida. O motivo por detrás disso é que as taxas de juros são mais altas.
  • É também mais flexível e permite você pedir mais dinheiro do que planeja. Porém, a ausência de restrições no empréstimo pessoal é um gatilho relevante para o endividamento descontrolado.
  • O parcelamento é bem generoso. Alguns bancos oferecem a partir de R$20,00.
  • Autônomos também são elegíveis para esse tipo de empréstimo. Como correntista, você pode ter sua conta analisada como comprovante de renda.
  • Possibilidade de diminuir os juros: oferecendo algo em troca, como um bem ou penhorando.
  • Pré-aprovação por ser correntista do banco.

Desvantagens do empréstimo pessoal

  • Altas taxas de juros. Uma vez que nesse tipo de empréstimo você, cliente, não garante o pagamento da dívida, o banco compensa isso com o aumento da taxa de juros para que não corra o risco de sair no prejuízo. Na prática, isso significa que você irá gastar mais com essa dívida.
  • Outro problema do empréstimo pessoal é que você precisa ser disciplinado. Dever a um banco é preocupante já que qualquer parcela atrasada é capaz de negativar o seu nome.
  • Você precisa ser correntista e, em alguns casos, precisa ser cliente do banco por um tempo mínimo estipulado.
  • Risco de algum bem seu parar em um leilão caso você perca o controle da dívida. Se desejar recuperar esse bem provavelmente precisará de assistência jurídica com um bom advogado.
  • Muitas vezes o empréstimo pessoal não vale a pena devido à existência de cartões de crédito cada vez mais competitivos, com limites generosos e ausência de anuidade.
  • É uma medida cômoda que pode limitar o cliente em um ciclo. A maioria das razões para o empréstimo atualmente são para quitações de dívidas. O estímulo aos investimentos e criação de reservas é cada vez mais necessário na educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *