Como a indústria pode aquecer o mercado imobiliário?

O mercado financeiro é conhecido por sempre possuir uma conexão entre todos os seus lados e o maior exemplo disso são os exemplos de como as notícias internacional podem influenciar os valores das cotações das ações nacionais e internacionais, ao menor sinal de risco para os investimentos os investidores retiram o seu dinheiro e isso possui um grande impacto em todas as formas de investimentos. 

Porém da mesma forma que as notícias podem ter esse poder outras coisas podem influenciar de maneira positiva o mercado financeiro e hoje vamos aprender sobre várias formas de como isso pode acontecer.

Existe uma lista muito extensa de formas que notícias e construções podem influenciar de uma maneira boa todos os mercados internacionais, porém hoje vamos focar nossa análise em como o resto do mercado pode influenciar de maneira positiva o mercado imobiliário e a primeira delas é como a indústria pode ajudar o mercado imobiliário a se aquecer. 

 

Fatores do Mercado Imobiliário

A primeira vista esses dois elementos do mundo financeiro aparentam estar bem distantes um do outro porém quando começamos a analisar de forma mais profunda começamos a descobrir várias conexões que realmente justificam até uma preocupação antecipada por parte do mercado imobiliário com esse mercado, vamos entender a razão disso. Para explicar melhor essa situação é necessário pegar como exemplo uma situação hipotética onde será construída uma planta fabril que vai produzir e preencher latinhas de cerveja em uma cidade do interior de qualquer estado do Brasil. Como estamos tratando de uma cidade do interior devemos entender que existem poucas pessoas que moram lá e por consequência existem poucos empreendimentos imobiliários e também poucos hotéis.

 

Continuando a análise dessa situação hipotética a construção dessa fábrica, por exemplo uma gigante como a Ambev e também a sua operação vai demandar uma quantidade gigante de mão de obra especializada e como nós estamos tratando ainda de uma cidade do interior será necessário trazer toda essa mão de obra de alguma cidade grande dos arredores ou no caso de engenheiros de cidades ainda mais distantes e a maior pergunta de todas aparece agora, onde todas essas pessoas vão viver e se hospedar? Essa pergunta explica bem o ponto que estamos querendo chegar aqui agora.

 

O mercado imobiliário local deve estar sempre observando todas as oportunidades mesmo que estejam muito a frente pois ele deve estar preparado para receber todas essas pessoas assim que elas chegarem para participar da construção da fábrica e também deve estar preparado para manter as pessoas que vão viver na cidade pois vão trabalhar nessa mesma fábrica depois que ela estiver pronta. Falando em termos mais técnicos e citando alguns sites especializados no assunto é possível afirmar que durante a construção da fábrica o mercado deve preocupar-se em oferecer aluguel de curto e médio prazo, isso acontece pois muitas pessoas vão embora depois do fim da construção da fábrica e por conta disso o mercado imobiliário deve estar preparado para oferecer vários contratos de venda  que vão vigorar durante o período da construção (período esse que costuma durar entre 12 e 24 meses).

 

Como falamos acima é necessário que o mercado esteja focado em fornecer contratos de aluguel nesse primeiro momento pois se o mercado começar a construir casas para vender essas casas não vai ser vendidas pois os compradores sabem que vão embora em questão de meses e com isso a cidade vai ficar cheia de casas vazias para vender e o número de pessoas que vai ficar para trabalhar é consideravelmente menor do que o número de pessoas necessários para a construção.

 

Agora que já entendemos como o mercado deve se comportar durante a construção da fábrica nós já podemos começar a entender como o mesmo deve se comportar depois da construção dessa fábrica e vamos ver que é justamente o oposto que deve ser feito. 

 

O Mercado Financeiro

Enquanto na primeira parte dessa construção o mandamento era somente contratos de alguém, agora o mercado deve preocupar-se em construir novos empreendimentos para conseguir vender as casas que vai construir ou até que construir junto com o andamento da construção da fábrica. 

 

Isso acontece pois depois que todas as pessoas que vieram para construir a fábrica foram embora ficaram somente as pessoas que vão trabalhar e manter a fábrica funcionando e essas pessoas sim vão necessitar de uma moradia para longo prazo e como sabem que vão ficar morando nesse local por um bom tempo elas podem se comprometer com um financiamento bancário e assim comprar a sua casa própria. Por exemplo, com uma casa no Condomínio Alphaville Barra.

 

Um último cuidado que deve ser tomado principalmente quando for o caso de construção de fábricas de empresas internacionais é  a atenção para o setor hoteleiro também. Essa atenção é necessária pois quando estamos tratando de empresas de fora do Brasil vários representantes dessa empresa deverão vir periodicamente para acompanhar o andamento da obra, para dar as diretrizes de padronização dessa planta com todas as outras, para negociar contratos com o governo local e por conta disso o setor hoteleiro deve estar preparado também para receber essas pessoas importantes em hotéis que tenham qualidade suficiente para fazer isso. Devemos lembrar que se essa cidade do interior não possuir esses hotéis de luxo será necessária a construção desses hotéis também e novamente isso vai afetar o setor imobiliário da região pois são mais pessoas para construir e trabalhar no hotel.

 

Então, dessa forma podemos resumir essa primeira análise de hoje dizendo que sim a indústria pode afetar de forma positiva e negativa o mercado imobiliário local, com isso aprendemos que o mercado imobiliário deve sempre estar atento a todas as oportunidades mesmo que elas sejam criadas por um mercado totalmente diferente como o da indústria de produção.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *