A MOBILIDADE URBANA DO RIO JANEIRO

A história dos meios de transporte do Rio de Janeiro, reflete no desenvolvimento socioeconômico da cidade. Então, até as primeiras décadas dos anos 1800, o meio mais utilizado no Rio de Janeiro para percorrer longas distâncias eram os barcos. Dessa forma, havia locais para atracação de embarcações por toda a Baía de Guanabara, a exemplo de Inhaúma, Penha, Glória, Botafogo, Caju, São Cristóvão e Ilha do Governador, entre outros.

Antes de tudo, a montaria a cavalo, as charretes e os carros de boi também eram usados regularmente, principalmente no interior da cidade, onde não tinha acesso à Baía de Guanabara. Além disso, no Centro, muitas carroças também eram utilizadas para fazer o serviço de carga.

Por outro lado, com a chegada da Corte portuguesa ao Rio no ano de 1808, a cidade começou a se desenvolver. Desse modo, a demanda por um sistema de transporte público, com horários regulares, que melhorasse a mobilidade urbana, passou a ser cada vez mais necessário. Então, iniciou a modernização no transporte da cidade.

A princípio, o primeiro ônibus a chegar ao Rio de Janeiro foi em 1837. Era composto por quatro rodas e dois andares. Além disso, era puxado por quatro animais e podia levar até 23 passageiros. Os trajetos eram entre a Praça Tiradentes e os bairros de Botafogo, Tijuca (Engenho Velho) e São Cristóvão. Entretanto, com a chegada dos bondes deixou de circular pelo Centro.

Atualmente, a quantidade de linhas de ônibus é diversa, fazendo os mais variados itinerários. Dentre as opções de transporte público no Rio de Janeiro, sem dúvidas é a mais utilizada. De fato, está presente em todos os bairros da cidade.

Os trens foram o primeiro transporte de massa do Rio de Janeiro. Desse modo, o trajeto inaugural da Estrada de Ferro D. Pedro II ocorreu em 1858, entre a Estação da Aclamação, que atualmente é a estação Central do Brasil, e Queimados, com transporte de cargas e passageiros. Além disso, no mesmo ano também foram inauguradas as estações Engenho Novo e Cascadura e, nos anos subsequentes, várias outras entraram em operação.

Em 1892, os primeiros bondes elétricos entraram em circulação na cidade. É evidente que eram baratos e bem mais rápidos que os bondes puxados por tração animal. Desse modo, ao longo dos anos, foram instaladas uma infinidade de linhas que passavam por todas as zonas da cidade.

Alguns bairros cariocas eram servidos por várias delas. Entretanto, na década de 60, os bondes começaram a sair de circulação da cidade. Atualmente, eles circulam apenas pelo bairro de Santa Teresa.

No século XX, o Rio Janeiro ganhou modais mais modernos, como o Metrô. Dessa forma, a inauguração das primeiras estações da Linha 1 ocorreram em 1979, ligando a Glória até a Praça XI. Bem como, com a expansão do trajeto para novos bairros e com o início da operação da Linha 2, em 1984, o transporte de massas do Rio de Janeiro foi revolucionado. Além disso, já no século XXI a Linha 4 foi inaugurada, no ano de 2016, levando o metrô até a Barra da Tijuca.

O BRT foi introduzido em 2012, com o objetivo de promover um meio de transporte de massa mais sustentável. Além disso, faz parte de uma reformulação na mobilidade urbana das zonas norte e oeste. De fato, trata-se de um ônibus de grande capacidade, com dois módulos, que opera em faixas segregadas na superfície.

Com inspiração nos clássicos bondes e inaugurado em 2016, o VLT circula pelo Centro, conectando os diversos pontos de chegada à região. O projeto foi criado para reduzir a quantidade de carros e de veículos na região central. Dessa forma, promovendo uma forma de locomoção mais sustentável na cidade.

As barcas  remetem aos tradicionais barcos que circulavam na Baía de Guanabara no Rio no passado. Elas partem da Praça XV, no centro, em direção a Niterói. De fato, é usual para quem não quer enfrentar o engarrafamento caótico da ponte Rio Niterói.

Por outro lado, as vans são transportes alternativos, que são muito utilizadas por moradores da zona norte e oeste da cidade. Dessa forma, eles servem de apoio aos outros transportes públicos. De fato, as vans se juntam aos táxis, carros de aplicativos e moto táxis para servirem como opção para a população.

Com certeza, existem bairros com melhores infraestruturas de transporte, com variedade e qualidade dos meios. Por exemplo, o Leblon, que é o m2 mais valorizado do Rio, tem uma ótima malha de transporte à disposição dos moradores dos inúmeros condomínios da região. Então, morar em um dos Apartamentos Areia Leblon será um privilégio. De fato, o lançamento é muito aguardado pelo mercado imobiliário, pois o empreendimento fica na Avenida Bartolomeu Mitre, uma importante via do Leblon.

ATERRO DO FLAMENGO: MAIOR PARQUE URBANO À BEIRA MAR DO MUNDO

A cidade do Rio de Janeiro nas décadas de 1950 e 1960 passou por inúmeras transformações urbanas. Foi considerado por estudiosos que o marco paisagístico do período foi o Aterro do Flamengo. Onde, uma área construída sobre aterros sucessivos realizados na Baía de Guanabara. O local, que se estende do Aeroporto Santos Dumont ao início da Praia do Flamengo, abriga o Parque Brigadeiro Eduardo Gomes, que dá nome ao complexo de lazer carioca.

 

O maior parque urbano público do Rio foi idealizado pela arquiteta autodidata Maria Carlota Costallat de Macedo Soares (1910-1967), que buscava criar  um parque  não convencional, com fontes, bancos, bustos de celebridades e playgrounds. Em sua ideia de parque estava implícita a tarefa de contribuir para a melhoria da qualidade de vida, aproximando os cidadãos da cidade.

 

A ideia inserida no projeto era a de criar um parque livre, que não fosse sobrecarregado de equipamentos, com amplos espaços, sem indicação de atividades pré-definidas, sugerindo a sensação de liberdade. Assim, os usuários aproveitam as áreas de lazer da forma que escolhessem.

Um grande desafio era que o projeto, se integrasse um circuito que organizasse o tráfego de veículos (entre a Zona Sul e o Centro) sem que a área perdesse sua identidade. O projeto também deveria integrar os equipamentos urbanos já existentes, como o Aeroporto Santos Dumont, de 1944, e o Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra (mais conhecido como Monumento aos Pracinhas), inaugurado em 1960.

 

O projeto foi feito e planejado com uma grande equipe, que abrangia diversas áreas. A parte ligada ao tráfego e infraestrutura foi assinada pelos arquitetos Affonso Eduardo Reidy, Sérgio Wladimir Bernardes e Jorge Machado Moreira (1904-1992). O paisagismo foi projeto do  paisagista Roberto Burle Marx, com a do botânico Luiz Emygdio de Mello Filho.

 

O Aterro foi construído a partir do material de desmonte do Morro de Santo Antônio, sendo necessário intervir em parte da orla do Flamengo para a realização da obra completa. O local, com uma praia bastante frequentada por banhistas, integrou-se à paisagem tornando-se também uma de suas atrações. 

O Parque foi inaugurado em 1965, com a configuração que conhecemos, medindo 1,2 milhão de metros quadrados. Mais conhecido como Parque do Flamengo, o Aterro confirma uma tradição carioca de sempre buscar unir a natureza existente com importantes espaços verdes construídos pelo homem. 

 

 Flamengo é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e abriga atrações como o Museu de Arte Moderna (MAM), a Marina da Glória, o Monumento a Estácio de Sá e o Parque Brigadeiro Eduardo Gomes, que dá o nome oficial ao complexo.

 

O MAM, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro é uma das mais importantes instituições culturais do Brasil. Localiza-se na cidade do Rio de Janeiro, no Parque do Flamengo, entre o Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial e o Aeroporto Santos Dumont, próximo ao centro histórico do Rio.

 

Um lugar no bairro da Glória que abriga diversos eventos culturais é  Marina da Glória. Ela conta com o espaço perfeito para a realização de feiras, shows e convenções de alto padrão. Totalmente modernizada, a Marina foi transformada numa instalação arquitetônica multifuncional capaz de sediar qualquer tipo e tamanho de evento, nacional ou internacional.

 

Vizinha ao parque, a Marina da Glória conta com o espaço perfeito para a realização de feiras, shows e convenções de alto padrão. Totalmente modernizada, a Marina foi transformada numa instalação arquitetônica multifuncional capaz de sediar qualquer tipo e tamanho de evento, nacional ou internacional.

Seus visitantes desfrutam de uma das mais belas paisagens do Rio de Janeiro, com vista privilegiada do Pão de Açúcar, Cristo Redentor e da Baía de Guanabara. Além disso, passar pela Marina é uma excelente oportunidade de ver belíssimos iates, lanchas e barcos.

Os moradores do bairro da Glória são um  dos mais privilegiados por serem vizinhos do Parque do Flamengo. Há muitos condomínios por lá, entre eles estará o lançamento Gloria Del Art Co Living, que é um dos mais aguardados do mercado imobiliário carioca, um condomínio moderno e sustentável. Localizado na Rua Russel, fica nos arredores da Marina da Glória.

 

 Enfim, o Aterro do Flamengo é considerado o maior parque urbano do mundo à beira mar. O que não falta são opções de lazer no parque, piqueniques, prática de esportes, caminhada, são uma das muitas atividades que esse belo local pode oferecer. 

10 Dicas para Aperfeiçoar o Inglês

10 Dicas para Aperfeiçoar o Inglês

Aprender inglês nem sempre significa sentar-se na sala de aula e estudar gramática complicada. Existem várias maneiras de melhorar sua compreensão do idioma, muitas das quais podem ser muito divertidas.

Às vezes, simplesmente sentar-se na sala de aula ou ler um livro do curso não é adequado para você. Pode ser benéfico fazer algum trabalho adicional.

Portanto, se você deseja melhorar seu inglês (ou qualquer outro segundo idioma), considere algumas dessas dicas úteis para ajudá-lo a seguir seu caminho.

Nem tudo vai funcionar para você, mas, se adicionar algumas dessas ideias ao seu aprendizado de línguas do dia a dia, certamente verá alguma melhora.

Você pode tentar também fazer cursos de inglês online, ou seguir nossas dica abaixo:

 

  1. Assistir televisão e filmes em inglês

Assista programas de TV e filmes do mundo, mas você pode aprender inglês enquanto os assiste. Se você ainda está se familiarizando com o idioma em qualquer nível (do iniciante ao intermediário superior), vale a pena colocar as legendas em inglês para que você possa ler junto e ouvir ao mesmo tempo.

Outra ideia seria colocar legendas em inglês em filmes ou programas de televisão de seu próprio país para que você possa ler junto com eles em inglês e fazer as traduções no decorrer do tempo.

 

  1. Leia livros / jornais em inglês

Ler é uma ótima maneira de praticar seu inglês no seu próprio tempo. Você pode escrever uma palavra de cada vez no seu próprio ritmo, sem que o professor fiquei olhando por cima do seu ombro. Se você está estudando do nível iniciante ao intermediário, escolha um livro infantil cujo idioma seja mais fácil do que um livro adulto.

 

Também vale a pena ler os jornais. Você não apenas pode melhorar o seu inglês, mas também aprender sobre o que está acontecendo em nível local e nacional, o que pode ser útil ao se comunicar com falantes nativos. Jornais e revistas gratuitos, bem como jornais que usam uma linguagem mais básica, talvez sejam melhores para falantes de baixo nível.

 

  1. Rotule as coisas em sua casa

Esta é uma maneira rápida e barata de melhorar seu conhecimento do vocabulário dos itens do dia-a-dia em sua casa. Tudo o que você precisa fazer é comprar um pacote de etiquetas e, em seguida, escrever o nome dos itens de sua casa nelas, como telefone, janela, espelho etc.

Cada vez que usar esses objetos, você lerá a palavra e incorporará em memória. Isso é ótimo para alunos de baixo nível.

 

  1. Faça anotações de novo vocabulário

Sempre que aprender uma palavra nova, seja na sala de aula ou quando estiver fora de casa, anote-a. Sempre que tiver algum tempo livre, você pode praticar o que aprendeu.

Você pode até fazer isso em seu telefone, para não precisar carregar um notebook com você.

 

  1. Cerque-se de falantes de inglês

Se você apenas passa seu tempo fora da sala de aula com pessoas de seu próprio país, você perderá uma grande chance de praticar o inglês. Se você tentar fazer amizade com outros falantes de inglês, será forçado a falar o idioma inglês.

Você também aprenderá coisas como gírias e inglês de conversação que dificilmente aprenderá na sala de aula.

Se você tem dificuldade para encontrar falantes de inglês, pelo menos tente passar um tempo com pessoas fora do seu curso que sejam de outros países que não o seu.

Dessa forma, você ainda terá que falar inglês.

 

  1. Descubra seu melhor momento para aprender

Você é uma pessoa pela manhã ou à tarde? Se você consegue descobrir quando seu cérebro está mais agudo, então deve estudar bastante o aprendizado de um idioma neste momento.

Algumas pessoas trabalham melhor na primeira hora da manhã e desligam após o almoço, enquanto outras demoram um pouco para começar a trabalhar todos os dias.

Pense em quando você funciona melhor e planeje seu aprendizado de acordo com isso. Por exemplo, não adianta ter aulas que duram até tarde da noite, quando você provavelmente perderá facilmente a concentração.

 

  1. Ouça música britânica e americana

Além de assistir a filmes e à TV, ouvir música é outra forma divertida e excelente de melhorar seu domínio de um idioma. Há uma quantidade quase infinita de música para escolher, com a maioria das faixas tendo letras facilmente disponíveis online.

Você pode ouvir uma música por dia e ler as letras junto com ela. Se você encontrar algum idioma que não entende, pesquise. Se você estiver em um nível baixo, talvez prefira música folk, country ou acústica mais lenta, que geralmente têm letras mais lentas e fáceis de entender.

Quando você se sentir mais confiante, poderá escolher um pouco de rap, que geralmente é muito mais rápido e difícil de entender.

 

  1. Troca de idioma

Além de aprender inglês em sala de aula, você pode encontrar alguém que queira aprender seu próprio idioma e trocar informações com ele. Saber falar uma língua é uma dádiva e, seja qual for a sua língua materna, sempre haverá alguém que queira aprendê-la.

Vocês podem se encontrar e dar trabalho um ao outro, trocar conhecimentos e ajudar um ao outro no progresso. Esta é uma ótima maneira de continuar seu aprendizado fora da sala de aula e, ao mesmo tempo, economizar dinheiro.

 

  1. Pratique inglês sempre que puder

É extremamente importante que você não deixe o aprendizado de inglês dentro da sala de aula.

Quando você estiver na cama à noite, examine suas anotações em inglês do dia e tente memorizar um pouco de vocabulário enquanto adormece.

A primeira coisa que você faz de manhã, enquanto come seu cereal, pode ser aprender algumas palavras novas. Certifique-se de nunca escapar do aprendizado.

 

  1. Grave você e sua lição

Aproveite ao máximo o gravador do seu smartphone e pratique a pronúncia. Esta é uma boa maneira de aprender a pronúncia porque você pode saber quando ouvir pela primeira vez e depois esquecer.

 

Ao viajar para casa ou adormecer, você pode ouvi-la. É uma ótima maneira de revisar as informações e praticar a escuta, além de definir a pronúncia.

Conheça Recife e seus arredores

Recife é conhecida no Brasil por seu clima de insegurança, mas também pela proximidade com as cidades turísticas de Olinda ou Porto da Galinha. Porém, se você aproveitar para passear pelas ruas da capital pernambucana, descobrirá uma cidade onde modernidade e história se misturam.

Confira também – Dicas para o que fazer em recife – Guia Completo para Você Aproveita Recife

Recife, cidade entre dois rios

Localizada entre os rios Capibaribe e Beberibe, a cidade de Recife foi construída às margens do Oceano Atlântico no século XVI. No centro histórico são erguidos vários vestígios da época colonial localizados em torno da igreja do mesmo período, a Matriz de Santo Antonio, construída pelos holandeses. Casas coloridas, prédios barrocos … o centro do Recife, apesar de não estar muito bem cuidado, era um lugar que eu adorava passear .

Na margem direita do rio Capibaribe, não muito longe do bairro de Santo Antônio, está a feira de São José, uma das mais conhecidas do Brasil. Instalado em um prédio do século 19, este mercado é um verdadeiro souk, muito frequentado por moradores e muito pouco por turistas. Aqui você encontrará tudo o que possa imaginar: bolsas de couro, bonecos tradicionais do Nordeste do Brasil e as frutas mais exóticas. Eu amei Recife, mas é uma pena que a cidade tenha problemas contínuos de insegurança. Não o aconselho a andar pela área à noite.

Olinda, capital histórica da cana-de-açúcar

Como você poderia visitar o estado de Pernambuco sem passar por Olinda ? Eu recomendo totalmente que você passe por este lugar imperdível no nordeste do Brasil.
Recife tem a reputação de ser, antes de mais nada, um ponto de partida ideal para viajantes que desejam visitar a região. Localizada a apenas 10 km ao norte, a cidade de Olinda, inscrita na lista do Patrimônio Mundial da Unesco, é uma verdadeira joia.

Embora o estado de conservação da cidade seja crítico, o seu centro histórico, fundado no século XVI pelos portugueses e depois reconstruído pelos holandeses no século XVIII, constitui todo um conjunto de edifícios barrocos e jardins verdes, com o toque final que oferece uma das vistas mais fantásticas possíveis sobre o Oceano Atlântico. A arquitetura da cidade lembra aos visitantes que esta cidade foi um dos maiores expoentes da cana-de-açúcar no norte do Brasil.

Porto das Galinhas, a praia mais bonita do Brasil

A 600 km ao sul de Recife, os amantes da praia podem desfrutar de Porto de Galinhas, uma praia que já foi várias vezes premiada como uma das mais bonitas de todo o Brasil.

Águas de um azul esverdeado quase transparente, areia fina, piscinas naturais com águas a quase 30 graus … uma das praias mais conhecidas do país. Porto das Galinhas pode ser melhor apreciado na baixa temporada, pois fica um pouco saturado no período de dezembro a janeiro e em julho (férias escolares brasileiras). Depois de curtir a praia, pegue uma jangada (espécie de barco local) para ir até uma das piscinas naturais. É uma sensação excepcional banhar-se nas águas mornas, cobertas pelas ondas e desfrutar da vista sobre o rio.

Confira outros conteúdos em nosso site. Se gostou do post, comente e compartilhe com seus amigos.

Buenos_Aires

O que fazer durante o verão em Buenos Aires

Com a chegada de um novo ano, novos desafios são esperados, então não há nada melhor do que iniciar um 2020 com alguns dias de descanso merecido e com a família. Buenos Aires foi caracterizada por ser uma cidade muito ativa durante todo o ano, especialmente em nível turístico.

Buenos_Aires

Nacionais do resto do país e estrangeiros conhecem e desfrutam da magnificência de uma cidade tão cosmopolita, que ainda preserva o estilo gótico e vitoriano da Europa.

A maioria das pessoas procura agências de viagens e vendedores de pacotes turísticos para ver os pontos turísticos da cidade. No entanto, existem outros métodos menos conhecidos e mais baratos que prometem a mesma emoção. É o Free Walking Tours , uma forma de turismo para quem quer aproveitar a cidade de uma maneira diferente.

Essa metodologia permite que qualquer indivíduo caminhe com uma agenda flexível e sem pagar um valor fixo. Os guias trabalham sob o lema de “pague o que você acha que vale a pena”, ou seja, dicas. Uma das empresas mais reconhecidas que oferece passeios em Buenos Aires há muito tempo é a Strawberry Tours, uma empresa de turismo com uma história impecável e dedicada a satisfazer nacionais e estrangeiros.

A única limitação desses passeios é que eles têm um horário de partida fixo, além de um número limitado de pessoas por sessão; portanto, você deve reservar um lugar para participar. E por experiência própria, indicamos que as vagas são preenchidas rapidamente.

Entre os passeios que você pode desfrutar em Buenos Aires estão:

1- Visita à cidade velha

Nesta excursão, você aprenderá sobre a incrível história que o centro de Buenos Aires testemunhou, as batalhas, a evolução histórica e a independência que fizeram da cidade um modelo europeu na América do Sul.

Além disso, você poderá entender como foi o processo migratório da Europa para a América do Sul e quem se estabeleceu na área para erguer os grandes e antigos prédios que ainda estão presentes.

Atualmente, é também uma das cidades que contém os melhores restaurantes, cafés e hotéis da província.

2- Tour Recoleta e Palermo

Durante este grande passeio, você terá a possibilidade de descobrir o Cemitério da Recoleta e os jardins de Palermo.

Essas são duas atrações que você não pode perder durante a sua estadia em Buenos Aires, especialmente se fotografar esculturas e paisagens incríveis é o seu lugar. Além disso, você poderá conhecer a história dos personagens de elite que foram enterrados na cidade de Recoleta.

Confira também: Viagem para Bariloche

Garantimos que você pode passar o dia todo nessa caminhada sem se cansar, pois nos arredores da região você encontra feiras, artistas de rua, museus, passeios de barco (no caso das florestas de Palermo) e muitas outras atrações.

3- Passeios particulares

Você pode solicitar esse tipo de passeio com a Strawberry Tours; Eles são especiais para quando você viaja com a família e não deseja mais pessoas em viagem. Você terá a possibilidade de escolher entre as opções que a empresa possui ou criar um tour totalmente personalizado, selecionando a hora de início, os locais a visitar, os intervalos, os horários de término e muito mais.

Recomenda-se que, nessas ocasiões, o número de pessoas não ultrapasse 5, pois assim todos poderão tirar o máximo proveito das atrações que visitam e os guias não terão problemas em fazer seu trabalho.

filmes de avião

Os melhores filmes que se passam dentro de aviões

Para quem gosta de filmes, assistir um novo longa pode ser uma verdadeira viagem.

Por meio deles podemos conhecer novas culturas, observar diferentes paisagens, rir e chorar junto com os protagonistas.

Os filmes de aventura, por sua vez, conseguem assumir esse papel com maestria e nos levar para diferentes lugares.

Sabendo disso, preparamos uma lista com os melhores filmes que se passam dentro de aviões, para você viajar sem sair do sofá. Acompanhe!

Sem Escalas

Um prato cheio para quem gosta de ação e aventura.

Em um voo para Nova York, um executivo recebe uma mensagem dizendo que, caso 150 milhões não sejam transferidos para determinada conta bancária, um passageiro do avião morrerá a cada 5 minutos.

No primeiro momento, o protagonista ignora as mensagens, porém, depois da primeira morte se inicia uma busca para saber quem é o assassino por trás dos enigmas.

Plano de Voo

Com toda a certeza um dos melhores filmes envolvendo aviões e viagens de avião.

Durante um voo, a protagonista Kyle Pratt, que já está muito abalada pela recente morte de seu marido, percebe que sua filha de 6 anos sumiu.

Na trajetória, ela precisa provar aos tripulantes e demais passageiros que não está louca, já que não há sinal da menina em nenhum lugar da aeronave.

Fazendo até mesmo os espectadores duvidarem de sua sanidade, o filme encerra com um “plot twist” emocionante e inesperado.

Voando Alto

O filme conta a história de Donna Jensen, interpretada por Gwyneth Paltrow.

Na trama, a jovem vem de origem muito humilde e sonha desde criança em viver o glamour da vida de aeromoça, viajando por todos os continentes e países.

Porém, ao iniciar a carreira, a moça percebe que a realidade é bem diferente daquela de seus sonhos.

Neste longa é possível conhecer um pouco mais sobre os dramas e dificuldades vividos pelos comissários de bordo, essas figuras que estão presentes em todos os voos pelo mundo.

O Voo da Fênix

A trama conta a história de Frank Towns, um piloto de aviões de carga que é enviado a Mongólia para buscar uma equipe de exploração petrolífera que teve sua missão interrompida.

Na viagem de volta eles passam por uma forte tempestade, que acaba por destruir o avião e fazer com que precisem realizar um pouso de emergência no meio do deserto.

Sem água e comida suficientes, um dos passageiros tem uma ideia inesperada: construir um novo avião para voltar para casa.

Sully – O herói do Rio Hudson

Logo após a decolagem, uma revoada de pássaros atinge as turbinas do avião pilotado por Chesley “Sully” Sullenberg, danificando seriamente o motor.

Com isso, ele se obriga a fazer um pouso forçado em meio ao Rio Hudson, salvando todos os 150 passageiros e se tornando um herói-nacional.

No entanto, ainda assim ele precisa enfrentar um julgamento coordenado pela agencia de regulação aérea dos Estados Unidos.

Com todos esses filmes em aviões, vai ficar difícil não encontrar um para o fim de semana. Sendo assim, corra logo preparar sua pipoca para viajar sem sair de casa!

 

O encantador Natal Luz de Gramado

O Natal Luz de Gramado é um dos maiores eventos do Brasil! Nesse período, Gramado fica ainda mais alegre, toda iluminada para o Natal e com uma atmosfera contagiante. Além da iluminação e da decoração natalina que ganha as ruas da cidade, acontecem vários shows, musicais e espetáculos que trazem à tona a magia de uma das datas mais celebradas pelos brasileiros. As atrações do Natal Luz são conhecidas em todo o país e a cada ano se renovam e recebem algum diferencial. Adultos, crianças e muitas famílias se reúnem para assistir ao Natal Luz de Gramado, período de maior movimento na cidade! –> Veja os melhroes preços dos Ingressos Natal Luz Todos os anos, o Natal Luz começa e termina em datas diferentes, geralmente se inicia no final de outubro e vai até meados do mês de janeiro. Ao longo de todo esse período, são realizadas dezenas de apresentações teatrais e musicais de acordo com um calendário pré-definido. Existem as atrações públicas e gratuitas, que geralmente acontecem em locais abertos, e há as atrações mais elaboradas que são reservadas ao público pagante. Gramado é um lugar bem diferente de outras cidades do Brasil, sua estrutura turística é muito boa e seus eventos costumam ser bem organizados, mais um ponto a favor da cidade.

Cotar seguro viagem: 3 formas de cotar seguro viagem

Quem vai fazer uma viagem internacional deve saber que o seguro viagem é obrigatório em muitos países. Esses países exigem que o turista tenha esse seguro contratado para que sua entrada seja permitida no país.

De qualquer forma, se for ou não obrigatório, a importância da contratação de um seguro viagem é grande. Nós nunca sabemos o que pode acontecer durante uma viagem.

Então, se você irá viajar e precisa contratar um seguro viagem, antes de sair contratando, faça uma cotação desse serviço. Existem muitas empresas que prestam esse serviço e cada uma delas oferece diversas coberturas diferentes. Por isso, para garantir que você está contratando o melhor serviço pelo menor preço, faça uma cotação de seguro viagem.

Quais informações preciso para cotar seguro viagem?

Tenha em mãos as seguintes informações ao cotar seguro viagem:

  • Continente da sua viagem;
  • Data de ida e volta;
  • E-mail;
  • Telefone para contato;
  • Nome completo;

São diversos sites que fazer essa cotação para você. Após a inserção dos dados, em alguns seguros estará disponível na tela as opções de seguro disponíveis. Esses sites mostram para você diversas informações sobre os seguros, como o valor, a forma de pagamento, a idade que o plano atende, cobertura para perda ou extravio de bagagem, valor de assistência medica, entre outras.

Formas de cotar seguro viagem

Existem diversas formas que você pode fazer a cotação do seu seguro viagem, separamos para você as mais conhecidas e confiáveis de se fazer, veja abaixo:

Agências de viagens: no site das agências você encontra os simuladores com as empresas conveniadas a elas.

Seguradoras: Ao entrar no site das seguradoras, você pode cotar as opções disponíveis daquela empresa. Após isso, você poderá comparar com outras empresas.

Blogs de viagem: existem diversos blogs de viagens onde você pode cotar seguro viagem. Neles, você consegue ver várias opções de empresas diferentes.

visto_eua

Vistos para viajar para os Estados Unidos do Chile: como eles são processados?

Qualquer pessoa interessada em adquirir um visto para os Estados Unidos do Chile deve demonstrar que atende a cada um dos requisitos solicitados para recebê-lo e ser capaz de entrar no país sem inconvenientes.

visto_eua

A embaixada dos Estados Unidos informa que qualquer cidadão estrangeiro que deseje entrar no país norte-americano deve obter, em primeira instância, um visto. Existem diferentes tipos de visto, dependendo exclusivamente do motivo da viagem. Precisamente, todos os indivíduos que viajam para os Estados Unidos em negócios ou turismo precisarão de vistos do tipo B1 / B2, exceto para aqueles que se qualificam para o Programa de Isenção de Vistos. Como neste caso, os cidadãos do Chile podem fazê-lo.

Qual visto é necessário se você viajar a negócios para os EUA?

É importante esclarecer que todas as pessoas que não são cidadãos ou residentes legais dos Estados Unidos e que precisam viajar a negócios precisarão de um visto B1. A Lei de Imigração e Nacionalidade informa que todas as pessoas que pretendem viajar para os Estados Unidos devem demonstrar o objetivo de sua viagem.

Sob as leis de imigração dos EUA, o Departamento de Estado é responsável pela emissão de vistos. Desta forma, um funcionário consular irá rever os pedidos de visto no momento da entrevista e é quem decidirá se a pessoa está qualificada para obtê-lo.

É importante esclarecer que a obtenção do visto não garante a entrada nos Estados Unidos, mas simplesmente indica que o requerimento foi revisado e aprovado por um Oficial Consular, que permite ao indivíduo viajar para um porto de entrada nos Estados Unidos por um visto. propósito específico

Como obter um visto de negócios?

Cidadãos chilenos devem processar o Programa de Isenção de Vistos, porque o Chile é um membro do Programa de Isenção de Vistos desde 28 de fevereiro de 2014, através do qual permite que os cidadãos dos países envolvidos viajem para os Estados Unidos para turismo ou negócios por até 90 dias. No entanto, é importante que você processe uma autorização de viagem eletrônica chamada ESTA.

Precisamente, o Sistema Eletrônico de Autorização de Viagem (ESTA) deve ser feito antes de viajar para os Estados Unidos. Assim, ao realizar o ESTA, as informações são registradas no chip do passaporte e, através dele, a autorização para entrar nos Estados Unidos é reconhecida.

Gerar ESTA é muito simples, porque em primeira instância deve planejar a viagem, como deve ser informado onde ficará hospedado durante a sua estadia se você precisar entrar em contato com você. Em seguida, preencha o formulário ESTA on-line e pague a inscrição com um cartão de crédito ou débito Visa ou MasterCard. Dentro de um período máximo de 72 horas, o candidato receberá a resposta, que, se positiva, também permitirá que ele acesse os vistos de visitante para os EUA.

No formulário ESTA você será perguntado sobre sexo, número do passaporte, nacionalidade, se você obteve a cidadania de outro país (atualmente ou no passado), endereço atual, número de telefone e informações de trabalho, que você deve Seja respondido extensivamente em inglês. Caso o ESTA seja rejeitado, um visto convencional deve ser solicitado, o qual é processado apenas no consulado oficial.

 

Veja tudo sobre o seguro viagem Itália

O seguro viagem Itália é um assunto que gera muitas dúvidas.

Em uma viagem internacional, são vários pontos para se prestar atenção antes do embarque. São bagagens, as passagens, documentação, visto.

E uma das dúvidas que surgem nos viajantes é sobre o seguro viagem Itália.

Neste texto você vai entender mais sobre o assunto. Não perca!

Seguro viagem Itália: o que é?

O seguro viagem Itália é um serviço que garante ao turista em solo italiano acesso a diversos serviços emergenciais, como:

  • Despesas hospitalares;
  • Despesas médicas;
  • Despesas jurídicas;
  • Despesas com farmácia;
  • Seguro de vida.

Além disso, incluso no seguro também está a proteção das bagagens. Em caso de extravio ou dano, há a possibilidade de reembolso total dos valores das malas e seus conteúdos.

Seguro viagem Itália: é recomendado?

O seguro viagem Itália além de ser recomendado, é obrigatório para todo viajante. Isso porque, a Itália faz parte de um bloco de países que exigem um seguro de pelo menos trinta mil euros, para despesas emergenciais.

Isso porque, o país não oferece um serviço público de saúde e qualquer emergência teria que ser paga diretamente do bolso do viajante.

Com esse seguro, além de estar de forma legal no país, o viajante também fica seguro para qualquer emergência.

O seguro viagem Itália inclusive é solicitado no momento da entrada do viajante no país, ainda no aeroporto.

Seguro viagem Itália: vale a pena?

O seguro viagem Itália é obrigatório e além disso vale muito a pena. Planejar o seu custo no orçamento da viagem garante tranquilidade.

Apenas com uma parcela um pouco mais alta nos custos da viagem, o indivíduo está protegido financeiramente e tem todo o apoio da agência de seguros contratada em uma eventual emergência.

Você sabia sobre esses detalhes do seguro viagem Itália?